quarta-feira, outubro 29, 2008

Agrário de Lamas na Liga dos Últimos

Recordar é viver…

Dizia o ditado popular.

Há umas semanas atrás o Provedor do Telespectador na RTP debruçou-se sobre A Liga dos Últimos, programa sobre Futebol e sobre os últimos classificados dos Distritais, para além do humor e do futebol, face à inocência do Desporto Rei, que anda pervertido e corrompido nos Escalões Maiores.

Para mim prefiro os últimos…

Da Liga dos Últimos…

segunda-feira, outubro 27, 2008

Estudos sobre a Linha de Arganil

Manuel Fernandes Dias publicou, fruto de um grande trabalho de pesquisa, no Jornal de Arganil um largo conjunto de textos sobre a História da Linha de Arganil. Da compilação dos textos publicados uma edição de autor com o título de "O Caminho-de-ferro de Arganil".
Que nunca chegou a Arganil e hoje é chamado de ramal da Lousã.

Para ver em:

http://www.webrails.tv/arquivoVideo/_ramalLousa/ramalLousaMFD.html

A www.webrails.tv encontra-se em servidores www.clustercube.com

http://rti.no.sapo.pt
http://www.webrails.t



Bicicletada


Aparece e traz amigas/os

  • Aveiro - Início de encontro na Praça Melo Freitas (perto do Rossio) a partir das 18h, saída às 18h30.
  • Coimbra - Concentração no Largo da Portagem, junto à estátua do Mata Frades.
  • Lisboa - Concentração na Marquês Pombal, no início do Parque Eduardo VII.
  • Porto - Concentração na Praça dos Leões.


Divulguem junto dos vossos contactos...


Aparece no Largo da Portagem, dia 31 de Outubro de 2008, pelas 18 horas, com a tua bicicleta. Prometo que vais gostar.
Vê o PDF em anexo.


http://www.massacriticapt.net/?q=evento/bicicletadas-massas-cr-ticas-aveiro-coimbra-lisboa-e-porto26-de-setembro-de-2008
http://www.massacriticapt.net/?q=sobre-a-massa-critica/massa-critica-em-coimbra

http://www.massacriticapt.net/?q=ligacoes

Postais Ilustrados do Trevim







Recolha de Opiniões

quinta-feira, outubro 23, 2008

Carros Antigos de Volta a Miranda do Corvo

Foi no passado fim-de-semana que o Clube Automóvel do Centro organizou mais um passeio de carros antigo no concelho de Miranda do Corvo.

O passeio que envolveu mais de três de participantes contou com o apoio e a colaboração da Câmara Municipal.

Graças às excelentes relações e ao espírito de colaboração e cooperação existentes entre o Clube Automóvel do Centro e a Câmara Municipal que tornam possível a realização destas parcerias de promoção e divulgação do Concelho, primeiro com a “Rota da Chanfana” e agora com o “Passeio ao Gondramaz”.

A comitiva chegou ao Concelho de Miranda pelas onze horas e percorreu as principais artérias da vila.

Eram de anos diferentes, de várias cores e de vários modelos, as “máquinas” e as “beldades” de grande valor que desfilaram para todos os Mirandense.

De seguida e com o propósito de degustar um manjar tradicional da região, os participantes continuaram o passeio em direcção à aldeia de xisto – Gondramaz. Durante este trajecto os participantes puderam-se maravilhar com as deslumbrantes e magníficas paisagens naturais.


A aldeia do Gondramaz está incluída na rota de aldeias do xisto. Esta aldeia foi totalmente recuperada pela Câmara Municipal, que tem demonstrado um grande empenho para conseguir requalificar a aldeia, quer na apresentação de candidaturas aos fundo comunitários, quer do próprio esforço financeiro da Autarquia.

Já no Gondramaz a comitiva deliciou-se com o repasto, que iniciou com uma sopa bem “entulhada”, com grão-de-bico, couves e carne, de seguida o serrabulho acompanhado pelas tradicionais migas estava divinal, a refeição foi regada com o vinho regional e terminou com o arroz doce.

Após o almoço os participantes aproveitaram o tempo livre para realizarem várias actividades, como passear pela aldeia, fotografar as casas de xisto e as paisagens, realização de percursos pedestres, entre muitas outras actividades.

Encantados com a aldeia do xisto a comitiva despediu-se do Gondramaz, com a realização de um magusto acompanhado pela jeropiga e a aguardente de medronho.



IX Feira da Árvore, 24 a 26 de Outubro, Semide – Miranda do Corvo


Vai decorrer no próximo fim-de-semana, dias 24, 25 e 26 de Outubro, a IX edição da “Feira da Árvore” que se realiza novamente nas instalações da Escola Ferrer Correia, no Senhor da Serra.

A inauguração oficial da feira decorrerá no dia 24 de Outubro, pelas 19 horas, com a visita das entidades oficiais ao recinto.

Trata-se de um certame já com grande tradição organizado pela Câmara Municipal de Miranda do Corvo, Junta de Freguesia de Semide, Junta de Freguesia de Ceira e Associação de Viveiristas do Distrito de Coimbra. À semelhança do ano anterior, o certame conta com a colaboração da Junta de Freguesia de Ceira e o apoio do Agrupamento de Escolas Ferrer Correia, CIER – Turismo do Centro. Este ano a Feira conta também com a colaboração da Câmara Municipal de Coimbra.

A feira conta com cerca de 50 inscritos entre viveiristas, instituições públicas, e stands de equipamentos para a actividade.

O objectivo do certame passa por divulgar e defender uma actividade de grande importância no concelho de Miranda do Corvo e que assume um papel também importante em concelhos vizinhos, nomeadamente Coimbra (Freguesia de Ceira) e Lousã.

Salienta-se o facto de na freguesia de Semide se encontrar a maioria dos agricultores que desenvolve esta actividade no país, tornando-se assim uma área de grande expressão que importa apoiar e desenvolver. Do seu sucesso enquanto viveiristas depende não só um aspecto importante de riqueza concelhia e regional mas também da sua representatividade nacional.

Apesar de ser uma zona relativamente pequena, cerca de 80% da produção nacional de viveiros provêm da freguesia de Semide e região envolvente, como é o caso de Ceira e Lousã.

Para além da divulgação da actividade e produtos viveiristas, a feira serve também como ponto de encontro entre profissionais que desta forma podem trocar experiencias através da realização de jornadas técnicas. No presente ano estas jornadas realizam-se no dia 25, a partir das 9 horas e são globalmente subordinadas ao tema “A actividade viveirista: A experiência e a inovação.”

Também à semelhança do ano anterior, a gastronomia terá lugar de destaque na Feira da Árvore. Estando a origem da chanfana ligada à freguesia de Semide, a organização vai promover a realização da 2.ª prova gastronómica de chanfana, que decorrerá durante toda a feira.

A animação tem marcado também a realização da Feira da Árvore. Este ano, o programa é bastante rico e diversificado:

Dia 24

19H00 Abertura da Feira da Árvore com os Gaiteiros “TokAndar”

21H00 Grupo “Só Música” de Coimbra

Dia 25

17H00 Grupo de Cantares da Universidade Sénior da ADFP

21H00 Grupo “Sol na Eira”

22H00 “Ruizinho de Penacova”

Dia 26

14H00 Saltimbancos de Ceira

16H00 Grupo de Cordas e Cantares de Coimbra

17H30 Grupo “Roncos & Curiscos”

Convite para a Feira da Árvore, em Semide

domingo, outubro 19, 2008

Imagens do Centenário do Ramal da Lousã

Automotora Allan a atravessar a cidade de Coimbra

Entre Coimbra Parque e Lousã

"Entre Coimbra Parque e Lousã", uma breve incursão fotográfica na Linha da Lousã em redor do seu primeiro centenário. Fotografias de Dario Silva disponíveis, aqui:

http://www.ocomboio.net/diaporama/linha_da_lousa_dezembro2006/index.html

quinta-feira, outubro 16, 2008

Obras de recuperação do Mosteiro de Semide continuam num impasse

«Face ao impasse em que continua o processo da 2.ª fase das obras de recuperação do Mosteiro de Semide, a Câmara Municipal voltou a alertar o Governo para a grande urgência no arranque destas obras.

O Mosteiro de Semide fica localizado na localidade com o mesmo nome, no Concelho de Miranda do Corvo. Trata-se de um Mosteiro beneditino fundado em 1154.

Neste Mosteiro existe um claustro quinhentista que necessita de obras imediatas, sob pena de se perder.

As obras de recuperação deste Mosteiro que remonta ao séc. XII foram alvo de um protocolo celebrado em 1999, entre o Instituto do Emprego e Formação profissional e a Direcção Geral dos Edifícios e Monumentos Nacionais.

Recordamos que no Mosteiro de Semide funcionam cursos de formação ministrados pelo CEARTE, razão pela qual o IEFP tem estado disponível para comparticipar nas obras. Neste espaço funciona igualmente um lar da Cáritas Diocesana de Coimbra.

Lamentavelmente a 1.ª fase das obras só arrancou em 2003, tendo sido concluída no início de 2004.

De seguida avançou a preparação da 2.ª fase das obras. O processo está concluído há bastante tempo. Esta empreitada inclui a consolidação do claustro. O IEFP, no âmbito do protocolo, teve disponível uma verba para permitir o início imediato da 2.ª fase. Não se compreende que a obra não tenha ainda arrancado, passados que estão quase quatro anos após o final da 1.ª fase.

Entretanto, em 2006, as obras foram novamente adiadas na sequência do Despacho de 31 de Agosto de 2006 do Secretário de Estado Adjunto e do Orçamento. Em 2007, apesar das fases de concurso estarem concluídas e a obra preparada para se iniciar, a mesma não foi consignada.

Fomos informados que o atraso de 2007 se devia a problemas administrativos, que dificultavam a resposta a solicitações do Tribunal de Contas.

Lamentavelmente, apesar dos alertas da Câmara Municipal, parte do claustro ruiu no dia 25 de Outubro de 2006.

Em 27 de Setembro de 2007, a autarquia é informada que o processo tinha sido devolvido pelo Tribunal de Contas dado faltar a publicação de portaria que confere ao IEFP a possibilidade de aplicar a dotação protocolada em mais do que um ano civil, portaria essa que viria a ser publicada no dia 10 de Dezembro de 2007, com o número 1075/2007, conferindo ao IEFP a possibilidade de financiar a obra.

Ficou assim resolvido o problema levantado pelo Tribunal de Contas.

Posteriormente fomos informados de novo adiamento, ou seja, a obra não avançaria até Março, altura em que seria incluída no QREN.

Estamos já em Outubro e continuamos sem informação sobre o inicio dos trabalhos.

Mais recentemente, aquando da apresentação da Concessão do Pinhal Interior, em Coimbra, com a presença do Sr. Primeiro-Ministro e do Sr. Ministro da Cultura, este informou que se iria empenhar na resolução. Dado que foram publicados os regulamentos de candidatura ao QREN, é neste momento possível avançar com as obras financiando-as pelo IEFP e pelos fundos comunitários do QREN.

Perante todas estas situações e contratempos, a Câmara Municipal teme pela integridade de claustro. Caso o Inverno que se aproxima se apresente chuvoso, o que resta do claustro fica em grande risco.

Perante todos os factos relatados e as sucessivas promessas, a Câmara Municipal não compreende o que se está a passar. A atitude é incompreensível.

Os investimentos realizados em 2003 não têm qualquer utilidade se não forem terminados com as obras da 2.ª fase. Existe uma boa oportunidade de financiamento para as obras da 2.ª fase, através do IEFP e dos fundos comunitários. Existe projecto, tendo inclusivamente sido lançado concurso em 2006 e seleccionada uma empresa para a realização das obras. Posteriormente existiu uma reorganização de serviços por parte do Estado. Será que uma reorganização de serviços, que levou à extinção da Direcção Geral dos Edifícios e Monumentos Nacionais e a modificações no Ministério da Cultura, pode ter esta consequência?

Será possível que o Governo e o Sr. Primeiro-Ministro não actuem?

Em Miranda do Corvo existiu um castelo de grande importância na linha defensiva do Mondego. No séc. XIX grande parte do castelo ruiu, restando apenas a torre e a cisterna. Já perdemos um castelo. Será que no séc. XXI se vai perder um claustro quinhentista? » Segundo a C.M.M.C.


terça-feira, outubro 14, 2008

Requalificação Urbana da Praça Mota Pinto


A Câmara Municipal de Miranda do Corvo consignou a requalificação da Rua Mota Pinto, incluindo a construção de uma nova praça.

A Rua Mota Pinto é um arruamento da vila com intenso movimento quer de peões quer de automóveis uma vez que reúne alguns serviços, comércio, muita habitação. Para além disso situa-se nas proximidades da estação de caminho de ferro, servindo também de acesso à variante da EN342.

Por todos estes motivos a Câmara Municipal decidiu avançar para a sua requalificação, à semelhança do que foi já feito na Rua da Coutada, Rua José Carlos Pereira de Carvalho, Rua João Paulo e Praça da Cruz Branca.

A construção de passeios visa, para além da criação de uma estética urbana, criar condições de mobilidade com segurança, para além de disciplinar o estacionamento.

Este projecto será executado em sintonia com a construção do novo interface de Miranda do Corvo, já em construção, que irá também introduzir algumas alterações nesta rua.

Esta empreitada prevê também a criação de um novo espaço de lazer com lugares de estacionamento.

Esta nova praça vai proporcionar melhores condições de vida aos residentes. Recorde-se que esta zona da vila é muito povoada, sendo previsível que a população aumente, não existindo nas proximidades locais de recreio e lazer.

O prazo de execução desta obra é de 180 dias.


domingo, outubro 12, 2008

AX Trail - Corrida de montanha nas Aldeias do Xisto


As Aldeias do Xisto de Casal de S. Simão e Ferraria de S. João, nos concelhos de Figueiró dos Vinhos e Penela, são o cenário para o AXtrail, uma prova de corrida de montanha de distância curta.

São 11 km de trilhos técnicos e 690m de desnível acumulado por paisagens inesquecíveis, que prometem encher as medidas dos amantes da modalidade e de todos aqueles que pretendem iniciar-se no mundo do trail running.

Em simultâneo e para os menos atléticos, realizar-se-á o Caminho do Xisto, um percurso pedestre na envolvente do Casal de S. Simão. Aproveite, traga a sua família e passe um fim-de-semana em cheio nas Aldeias do Xisto. Não faltará animação e locais fantásticos para descobrir.

Não falte!


Marionetas voltam a reinar em Penela - 3º Festival Marionetas ao Centro


Este evento que já vai na sua terceira edição, iniciativa da Câmara Municipal de Penela em parceria com a Marimbondo, tem por objectivo divulgar a Arte da Marioneta nas suas variadas vertentes, o Festival Marionetas ao Centro apresenta uma programação recheada de espectáculos teatrais, exposições e animação de rua, contando com a presença das Companhias Era Uma Vez, Teatro de Marionetas, S. A. Marionetas, Companhia Marimbondo, entre outras…
Um programa cultural destinado a todos os públicos, com espectáculos para todas as idades.
Não Perca!

PROGRAMA:

11 DE OUTUBRO – SÁBADO

22h00 – Café Espectáculo “Talvez” pela Companhia de Teatro Era uma Vez (Clube Desportivo e Recreativo Penelense)

12 DE OUTUBRO – DOMINGO
17h00 – Espectáculo “Auto da Barca do Inferno” (Auditório Municipal)

13 A 17 DE OUTUBRO
10h30 – Espectáculo “A Melodia Perdida” (Auditório Municipal)

14h30 – Exposição Interactiva “gRANDE mOSTRA dE MARIONETAS” (Auditório Municipal)

18 DE OUTUBRO – SÁBADO
21h30 – Espectáculo “O 1000º Espectáculo” (Auditório Municipal)

19 DE OUTUBRO – DOMINGO
17h00 – Espectáculo de Encerramento “A Ver Navios” (Auditório Municipal)

http://www.cm-penela.pt/docs/noticias/Programa_det_festival_marionetas_centro_2008.pdf


Escola de Música


A Música está aí...
Para todos
Inscreve-te no Grupo Recreativo Mirandense

Língua Gestual Portuguesa

segunda-feira, outubro 06, 2008

Na Agenda de Miranda do Covo - Mês de Outubro de 2008


A agenda de Miranda do Corvo está disponível em:

http://www.mirandadocorvo.com/index.php?pagina=agendacultural


sábado, outubro 04, 2008

Na Agenda de Penela - Mês de Outubro de 2008

Espinhal, Feira do Mel

A agenda de Penela disponível em:

http://www.cm-penela.pt/agenda.php


quinta-feira, outubro 02, 2008

Workshop «Fauna da Serra da Lousã – Brama dos veados»

Dia 4 de Outubro, a partir das 14H30, no CISED - Centro de Interpretação do Sistema Espeleológico do Dueça, o Workshop “Fauna da Serra da Lousã – Brama dos veados”, com o apoio do Município de Penela.



Este workshop é enquadrado pelos investigadores Joana Alves e António Silva e destina-se a todos aqueles que queiram conhecer e desvendar os segredos animais que a Serra da Lousã esconde. Na primeira parte, a decorrer no Centro de Interpretação do Sistema Espeleológico do Dueça em Taliscas – Penela, é abordada a componente teórica, seguindo-se um passeio pedestre guiado, onde os participantes terão a oportunidade de observar a fauna da Serra da Lousã ou, pelo menos, detectar os vestígios da sua presença.
Nesta altura do ano os veados (Cervus elaphus), que se encontram em plena época da Brama, procurando constituir os seus haréns e defendê-los dos restantes machos, são os grandes protagonistas, sendo os machos facilmente detectados pelos fortes bramidos que emitem.



PROGRAMA
› 14h30m Apresentação teórica sobre a Fauna da Serra da Lousã
Parte I – Enquadramento geográfico, geológico e biológico;
Parte II – Principais espécies da fauna da Serra da Lousã;
Parte III – O veado (Cervus elaphus L.).
›16h00m Deslocação dos participantes para o maciço serrano.
›17h00m Percurso pedestre de observação de veados em plena brama.
›19h30m Fim do Workshop.


local: CISED - Penela

preço por participante: 15€


Mais informações e inscrições:
Go Outdoor
Casal de S. Simão
3260-030 Aguda
tel. +351 236 628 199

www.go-outdoor.pt
info@go-outdoor.pt



Mais informações:
Biblioteca Municipal de Penela
Av. Infante D. Pedro,
3230-277 Penela
E-mail: biblioteca@cm-penela.pt
Telf.: 239 560 020
Fax: 239 560 029



Oficina de Sobrevivência para Pais Contadores de Histórias


A Biblioteca Municipal de Penela, no âmbito da Comemoração do seu 2º Aniversário, realiza no próximo dia 4 de Outubro, às 15H00, nas suas instalações uma Acção de Formação, “Oficina de Sobrevivência para Pais Contadores de Histórias”, que pretende ser um espaço de diálogo e informação para aqueles que diariamente se vêem confrontados com a necessidade de contar histórias aos filhos.

De uma forma descontraída e sem o peso de uma formação propriamente dita, os participantes são convidados a falar das suas dúvidas e dos seus receios no que toca a este tipo de abordagem. É fornecida uma perspectiva histórica do papel dos contadores de histórias, são abordados os tipos de métodos e as diversas opções para cativar a atenção de quem ouve e são dados exemplos muito concretos de como certas histórias podem ser trabalhadas.

Os participantes podem ser convidados a trazer um livro de casa, de forma a ser trabalhado na sessão. Um aspecto significativo deste projecto é a forma informal como chega aos pais: as sessões são divertidas, os participantes são convidados a mudarem o seu ângulo de visão para se tornarem eles próprios receptores dos contos, entendendo assim de uma forma mais correcta como é que os seus filhos ouvem as histórias.

Participe, conte histórias às crianças e deixe-as sonhar e criar!
Inscrições até 2 de Outubro

Horário: 15H00 às 18H00
Local: Biblioteca Municipal
Público Alvo: Pais e Encarregados de Educação

Mais informações:
Biblioteca Municipal de Penela
Av. Infante D. Pedro,
3230-277 Penela
E-mail: biblioteca@cm-penela.pt
Telf.: 239 560 020
Fax: 239 560 029

Miranda do Corvo com muito Mel

Ao longo dos anos que a Feira do Mel de Miranda do Corvo atingiu um sucesso crescente no Concelho de Miranda do Corvo.

Como o S. Pedro não colaborou, a organização teve de transferir todo o certame para as instalações do mercado municipal, um espaço coberto e de utilização polivalente.

Apesar das condições climatéricas adversas, “umas largas” centenas de pessoas visitaram Miranda no dia 21 de Setembro para provar e adquirir o mel e os seus derivados.

A realização destes certames contribui para a promoção de produtos do Concelho e da Região.

Na edição deste ano estiveram presentes 30 produtores de mel de Miranda do Corvo e de concelhos vizinhos, que para além do mel apresentaram também licores e aguardente de mel e outros derivados.

A animação musical começou logo de manhã com a arruada pelas ruas da Praça da Liberdade do grupo de jovens gaiteiros do Espinho, seguindo-se a visita das entidades oficiais.

Pelas 15 horas decorreu no auditório da Câmara Municipal o lançamento do livro “Os Trautos de Miranda” da autoria do Dr. Edgar Panão.

O Mercado Municipal foi o palco para mais um momento musical agora a cargo do grupo musical “Ai que vida”, seguindo-se a entrega dos prémios do concurso “Montras e Janelas Floridas”.

Na Agenda da Lousã - Mês de Outubro de 2008

CULTURA

01 a 31 de Outubro - ACTIVIDADES NA BIBLIOTECA MUNICIPAL

3as e 5as
A partir das 14h60m na Sala Infanto - Juvenil


“Dom Escuro”, de Carlos Edgar e ilustrações de Adalgisa Duarte, Lúcia de Deus e Luís D’Almeida
“O Sonho é…”, de José Jorge Letria e ilustrações de Carla Pott

01 a 31 de Outubro - PEÇA DO MÊS

"Uma forma diferente de conhecer os objectos do Dia a Dia deste povo que somos"
“PIPO DE AGUADEIRO”


Local: Museu Etnográfico Dr. Louzan Henriques (Núcle de Investigação do Ecomuseu da Serra da Lousã)

01 a 16 de Outubro - EXPOSIÇÃO “FAUNA E FLORA DA FLORESTA LITORAL”


Local: Sala de Exposições Temporárias do Museu Etnográfico Dr. Louzã Henriques
Org. Câmara Municipal da Lousã
Apoio: Direcção Regional de agricultura e Pescas do Centro / Europ Direct Beira Litoral

09 a 29 de Outubro - “O REGICÍDIO NA IMPRENSA DA ÉPOCA”

(Palestra / Conferência em data a anunciar oportunamente)


Local: Átrio da Biblioteca Municipal da Lousã
Apoio: Câmara Municipal da Lousã / Hemeroteca Municipal de Lisboa

18 de Outubro a 09 de Novembro - EXPOSIÇÃO DE PINTURA “TCHUM NHU LIEM – 20 ANOS DEPOIS”

16h - Inauguração com apresentação da Obra da Pintora por Dr. Paulino da Mota Tavares e Dr. Machado Lopes

Local: Sala de Exposições Temporárias do Museu Etnográfico Dr. Louzã Henriques
Organização: Câmara Municipal da Lousã / Arte Via Cooperativa

DESPORTO

04 a 05 de Outubro - BASQUETEBOL - TORNEIO SERRA DA LOUSÃ

Local: Pavilhão Municipal nº1 (Junto à Escola Secundária da Lousã)
Organização: Clube Desportivo Lousanense – Secção de Basquetebol
Apoio: Câmara Municipal da Lousã

05 de Outubro - BTT - AVALANCHE 2008

Às 13h

Local de Concentração: às 9h no Parque Municipal de Exposições
Partida: 13h no Trevim
Organização: Montanha Clube
Apoio: Câmara Municipal da Lousã

05 de Outubro - PERÍCIA AUTOMÓVEL

Às 14h

Local: Campo de Futebol das Gândaras
Organização: Clube Académico das Gândaras
Apoio: Câmara Municipal da Lousã

24 a 26 de Outubro - III ENCONTRO NACIONAL DE DEFENDERS

Local: Aeródromo da Lousã
Organização: Land Lousã
Apoio: Câmara Municipal da Lousã

25 a 26 de Outubro - GEORAID

Inicio e final do evento: Pousada de Juventude da Lousã
Organização: Ciclonatur
Apoio: Câmara Municipal da Lousã

Calendário de Jogos

Não existem eventos relevantes este mês

EDUCAÇÃO

01 de Outubro - ENERGY BUS NA LOUSÃ

Junto às Escolas 2/3 e Secundária - Rua Gil Vicente


ECO - Programa de Eficiência Energética

12 de Outubro - ESCRITORA E ILUSTRADORA KALA

Às 16h
Apresentação do Bailado “Os brinquedos de Orion” pela Academia de Bailado da Lousã
Sessão de autógrafos e apresentação do livro “A grande aposta”

Local: Biblioteca Municipal da Lousã

31 de Outubro - “A MINHA ESCOLA NÃO É ESTA.” - DR. PEDRO STRECHT

Às 18h
Integrada no Ciclo de Conferências “Vamos Falar de... Educação.”

Local: Auditório da Biblioteca Municipal da Lousã

FEIRAS E FESTAS

Não existem eventos relevantes este mês nesta secção

JUVENTUDE

Não existem eventos relevantes este mês nesta secção

OUTROS

01 a 31 de Outubro , 10h00 às 19h00 - LOJA DO XISTO NA ALDEIA DO XISTO DO CANDAL

Produtos Tradicionais e Artesanato.
Encerra à 3.ª feira.


04 de Outubro - Aquele Querido Mês de Agosto

Sessão Especial Aniversário do Cine - Teatro (61 Anos) 16h30m e 21h30m
Filme candidato a Nomeações de Hollywood


Ano 2008
Idade M/12
Duração 150 minutos
Género Drama
Distribuidora O Som e a Fúria
País de Origem Portugal

Site Oficial

Cine da Lousã exibe filme candidato a Nomeações de Hollywood

Este filme foi escolhido pelo ICA (Instituto do Cinema e do Audiovisual) para representar Portugal na nomeação aos Óscares da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood, na categoria de Melhor Filme em Língua Estrangeira. Na base da escolha a qualidade e a consistência da obra. A decisão foi anunciada oficialmente ontem ao fim da tarde.

COLECTÂNEA DE UM PORTUGAL QUE NÃO EXISTIA

Está em exibição a segunda longa-metragem de Miguel Gomes, AQUELE QUERIDO MÊS DE AGOSTO, inspirada no clima intenso do pico do Verão nas aldeias da Beira Serra – admiráveis mundos da nossa paisagem bucólica que se espraiam pelos montes e de onde emergem, em período de grande agitação, personagens únicos, velhos costumes, dramas e comédias e a característica música ligeira das festas e romarias. Como se tivessem renascido.

Os fogos incendeiam as noites. As procissões religiosas, que os foguetes anunciam, saem à rua. Os grupos de música ligeira de Verão errante sobem aos palcos. Retomam-se passos de dança que não esquecem. As aldeias renascem, vigorosas, durante um mês e voltam a apagar-se. Subitamente, o fogo de artifício de Agosto desaparece. O realizador quis fazer um filme sobre o que significa “estar vivo” no coração de Portugal.

AQUELE QUERIDO MÊS DE AGOSTO desvenda memórias das aldeias retratadas buscando a grande história para contar. E nós vemo-las desfilar ao longo da ficção/documentário como se descessem calmamente sobre as águas do rio Alva. Vivências sem paralelo que o realizador expõe através de um mergulho que buscou nas diferenças de estilos a abordagem das profundezas de uma alma. A piscina preferida do realizador.

Entram na dança inesperadas figuras do Portugal profundo: jovens observadoras de fogos capazes de imaginar um palco numa torre de vigia, carros de bombeiros a puxar para a década de 40 do século passado, velhos que não vergam com o tempo e ainda ensaiam uma vida nova, figuras sem eira nem beira que arriscam a vida para brilhar. Os típicos grupos de baile, mas os de estrada tortuosa e estridente guarda-roupa, de que haverá de sair a tripla de actores principais.

O documento é também o primeiro passo de todos os actores nas artes dramáticas. Não são actores profissionais, desempenham os papéis das suas vidas. Se quisermos, esta produção é uma grande festa de Agosto preparada com três anos de antecedência. Espaço de tempo em que decorreu a “expedição” ao Portugal profundo – ou elevado – da Beira Serra, mas também o tempo da procura de um rumo para o resultado final. Miguel Gomes dispensou os actores. Procurou pessoas e a história das histórias, que acabou por encontrar ao fim de um curioso processo de busca, transformando-a em ficção.

Sem barreiras, sem limites, AQUELE QUERIDO MÊS DE AGOSTO, que também destapa os humores da equipa de realização, introduzindo-os no decorrer da acção, surge, como produto acabado, à chegada de um longo período de aproximação à realidade de Arganil, Oliveira do Hospital, Góis, Pampilhosa da Serra e Tábua, tendo por ponto de partida o mês de Agosto nas aldeias do Portugal afastado unidas por uma colectânea de música ligeira. Uma película comparável a um gelado de dois sabores que o calor do Verão derrete e confunde.

OUTROS DADOS DE RELEVO
AQUELE QUERIDO MÊS DE AGOSTO, uma obra da produtora O Som e a Fúria, em co-produção com a produtora/distribuidora francesa Shellac Sud, que contou com o apoio da RTP e do ICA, foi o ÚNICO filme português presente na Quinzena dos Realizadores da 40.ª edição do Festival de Cannes, onde recebeu o aplauso entusiástico da crítica. Recentemente, foi apresentado na Competição Internacional do Festival de Documentários de Marselha e homenageado no 16.º Curtas Vila do Conde, na secção "In Progress”.

Em termos de presenças em competições internacionais, o filme foi seleccionado, entre outros, para o Festival do Rio (Brasil), o Festival Internacional de Valdivia (Chile) e o Festival de Cinema Independente de Buenos Aires (Argentina), bem como para o Festival Internacional de Chungmuro (Coreia), o Festival de Beirute (Líbano) e o Festival Internacional de Vancouver (Canadá). Na Áustria, a Viennale dedica a Miguel Gomes uma retrospectiva integral da sua obra.

Ver Trailler

31 de Outubro a 09 de Novembro - FESTIVAL GASTRONÓMICO DO MEL E DA CASTANHA “SABORES DE OUTONO”

A decorrer nos Restaurantes Aderentes


Organização: Câmara Municipal da Lousã

DIAS ESPECIAIS

Não existem dias especiais relevantes este mês



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...