quinta-feira, março 29, 2012

Queremos o nosso metro



No passado fim-de-semana houve um amigo meu que comentou comigo:
- Olha sabes quem é que eu encontrei na Lousã a distribuir folhetos acerca do Metro?
- Não, disse eu.
- Olha os tipos do PNR e também estiveram em Miranda do Corvo e parece que a receptividade das pessoas foi boa.
- Palavra!? – Disse eu.
Na segunda-feira de manhã dei com um folheto nas proximidades do Cine-Teatro da Lousã e pareceu-me que algumas perguntas são interessantes e muito bem colocadas:
“Para quê tantas expropriações selvagens para um projecto sem futuro, que ainda por cima correram no Tribunal em Lisboa e não na Lousã ou Coimbra?
Que dizer das alterações do traçado da linha desde S. José para passarem pelas urbanizações da Solum e pelo Dolce Vida, beneficiando interesses especulativos de empresários e empreiteiros?
Porque motivo foram arrancadas as linhas do antigo Comboio, desprovendo as populações de transportes práticos?
Porque se abandonou a actual bitola dos carris desligando-se da rede ferroviária nacional?”
Quatro perguntas breves e sem resposta…
E daquelas que desarmam qualquer um.
É que o Ramal da Lousã, importante legado da Monarquia não é exclusivo do partido a ou do partido b, mas sim de toda uma comunidade, tendo no passado sido alavanca de progresso para toda uma região que não consegue perceber a importância do caminho-de-ferro.
Haverá um dia que as auto-estradas darão lugar de novo à ferrovia e esse dia não está longe…
Quanto ao folheto, não tenho pruridos nesta questão, nem militância activa em nenhum partido presentemente, embora continue a navegar em águas muito à esquerda (isto para vos sossegar).
Mas achei o folheto muito simpático e oportuno. Para que conste.

terça-feira, março 27, 2012

Passeio de Vespas

Todos os amantes e simpatizantes das Vespas, estão convidados pelos "Vespas da Louzan" para comparecerem no próximo dia 29 de Abril, na bonita Vila da Lousã para um passeio convívio, que irá percorrer alguns dos locais mais bonitos do Concelho. Trata já de fazer a tua inscrição!
Inscrições:
18,50€ até 23 de Abril
20,00€ após 23 de Abril
incluí almoço no Restaurante "O BURGO"
enviar inscrição (nome, contacto) e o comprovativo de pagamento para: vespasdalouzan@sapo.pt
NIB: 0010 0000 7552171000136
Informações:
Carlos (914614045)
Augusto (914055910)
Mico (933817107)
Concentração:
das 8:30 às 9:30h no estacionamento do Hotel Meliá Palácio da Lousã.
.

Conservação e valorização da Pedra da Ferida


domingo, março 25, 2012

Senhor dos Passos pecorre Miranda do Corvo


É a manifestação religiosa mais importante do concelho de Miranda do Corvo e de tradição muito antiga. A procissão sai da Capela da Senhora da Boa Morte, percorre as ruas da vila em sete "passos" de quadros de paixão, e termina no Calvário com o Sermão da crucificação e descida da Cruz. Esta representação da Paixão de Cristo é uma manifestação de grande intensidade religiosa que proporciona aos crentes meditar nos fundamentos da sua Fé e compreender a mensagem de Jesus. As condições naturais da vila de Miranda proporcionam um óptimo cenário para esta representação que atrai um grande número de pessoas.

quinta-feira, março 22, 2012

Histórias do primeiro dia


Histórias do Primeiro Dia é uma comédia musical para a infância, interpretada por dois actores músicos.
Trata-se da 7ª produção da companhia, estreada em Dezembro de 2000.
A peça, da autoria de David Cruz, resulta da adaptação livre de dois contos do poeta inglês Ted Hughes.
Durante o espectáculo, dois actores/músicos revelam como vieram parar ao mundo duas estranhas criaturas: a Baleia e a Tartaruga.
Os contos de Ted Hughes seduziram-nos pela sua singularidade: baleias que nascem na horta de Deus disfarçadas de feijão; tartarugas “sem pele” que correm mais depressa que um relâmpago, são alguns dos enredos fantásticos e simbólicos com que o autor nos brinda nas suas obras para a infância.
A música tocada ao vivo, a manipulação de bonecos, a interacção com o público constituem elementos dinâmicos e lúdicos que conferem ao espectáculo um ritmo extremamente empolgante, com muitas surpresas para o espectador.

Sinopse:
A Introdução deste espectáculo conta-nos como eram as coisas no início do mundo e como surgiram as primeiras criaturas. De seguida, os actores contam e interpretam a História daTaruga, uma “corredora genial” que após várias peripécias ganha uma carapaça e o nome de Tartaruga. Segue-se a História do Feijão-Baleia, um ser meio animal meio vegetal, que aparece no quintal de Deus não se sabe vindo de onde e começa a crescer enormemente. Com a ajuda de quatro crianças, que interpretam o papel de “quatro valentes criaturas”, Deus exila o estranho ser no mar e baptiza-o com o nome de Baleia.

sábado, março 17, 2012

Festa do Livro e do Saber


Durante três dias, a vila da Lousã vai ser palco de um evento que pretende promover a cultura através de iniciativas dedicadas a diferentes formas de conhecimento. A realização da festa da caricatura e de um fórum dedicado à inclusão, integrados no programa da Festa do Livro e do Saber (FLiS!), são apenas algumas das várias acções que fazem parte do certame.
Levada a cabo pela Câmara da Lousã, de 23 a 25 de Março, no Parque Municipal de Exposições, a FLiS! conta com a colaboração das escolas, associações de pais e encarregados de educação, empresas e outras entidades.
A par do encontro com escritores e a apresentação de obras literárias, haverá sessões com contadores de histórias, exposições, a apresentação de projectos educativos e culturais, momentos musicais e oficinas de trabalho dedicadas a várias temáticas.
“Entendemos que a cultura, nas suas mais diferentes formas de expressão, é um elemento estratégico fundamental para o desenvolvimento sustentado do nosso concelho e, por isso, temos posto em prática uma estratégia global de promoção da cultura e do conhecimento, onde se insere a realização deste evento”, refere Luís Antunes, presidente da Câmara da Lousã, a propósito deste certame.
Mais informações sobre a FLiS! podem ser obtidas contactando o Município ou, online, em www.cm-lousa.pt.

Fonte: Campeão das Provincias

Feira de Antiguidades no Espinhal


A próxima edição da Feira das Velharias do Espinhal (Penela) realizar-se-á, domingo (18), naquela vila. O evento vai ser animado pelo Grupo de Concertinas da Lousã.

Os Bombeiros Voluntários de Penela também irão estar presentes, realizando rastreios de saúde à população em geral.
O certame é uma excelente oportunidade para encontrar objectos de valor, peças de colecção ou simplesmente peças antigas.
A Junta de Freguesia do Espinhal, que organiza a feira com o apoio da Câmara Municipal de Penela, espera, este ano, um aumento significativo do número de expositores da terra e de provenientes de outras localidades.

Inverno Cultural no Centro Cultural da Serra do Espinhal

18 de Março, pelas 15 horas no Centro Cultural da Serra do Espinhal, Vai ou Racha e Klino e Amigos - Grupo de Concertinas.

domingo, março 11, 2012

Correspondência para o Ministério da Economia



Ajude-nos a encaminhar esta carta. É um simples gesto, mas que pode fazer toda a diferença.
Após a destruição do Ramal da Lousã e da Promessa de um Sistema de Mobilidade para o Mondego, através do Metro Mondego e depois de milhões de euros gastos, com a obra a meio, os estaleiros estão a ser levantados, ficando as indemnizações a empreiteiros superiores ao que falta fazer…
Isto é a impunidade total, neste país à beira mar plantado.
Assim e mais uma vez fica o apelo a todos os amigos para que nos ajudem a levar esta carta ao seu destino.

Concurso para construção de hotel com 36 propostas



O concurso para construção do Hotel da Quinta da Paiva, em Miranda do Corvo, recebeu 36 propostas. Dentro de duas semanas deverá ser conhecida a proposta vencedora.
Orçado em 3,5 milhões de euros, o Hotel da Quinta da Paiva, de quatro estrelas e com capacidade para 80 pessoas, vai ter 37 quartos duplos, três suites e nove quartos para pessoas com mobilidade reduzida.
Com uma área de construção de 2960 metros quadrados, o hotel é composto por cave (área técnica) e dois pisos em betão, vidro e madeira, que agregam um outro volume em xisto, fundindo-se com a paisagem envolvente.
O hotel vai ser dotado de SPA, com piscina interior aquecida, jacuzzi, hidromassagem, banho turco, sauna e zona de relaxamento; ginásio; sala de reuniões para 70 pessoas; centro de negócios (com computador, acesso à Internet e impressora) e bar.
A unidade hoteleira promovida pela Fundação ADFP terá ainda uma área de estacionamento para 52 lugares (dois dos quais para deficientes) e uma zona de autocarros.
Integrado na Quinta da Paiva, onde já existe o Parque Biológico da Serra da Lousã, o equipamento será servido por uma rede viária, com sentido único, de forma a diminuir a invasão do trânsito automóvel no espaço de elevado interesse paisagístico.
Às ofertas do Parque Biológico da Serra da Lousã somar-se-ão novas áreas exteriores para actividades, tais como um polidesportivo, campo de ténis, squash e área de lazer ajardinada.
O hotel vai aumentar a capacidade hoteleira da região, criar emprego e aumentar as sinergias com o Parque Biológico da Serra da Lousã, na óptica de um negócio de turismo social e ambiental sustentável.
De sublinhar que os postos de trabalho e actividade ocupacional se destinam a desempregados de longa duração, pessoas com deficiência motora, doença mental ou marginalizadas pela sociedade.
Importante atracção turística, o Parque Biológico da Serra da Lousã integra um centro hípico com picadeiro coberto, uma quinta pedagógica, um labirinto de árvores de fruto, um zoo de vida selvagem nacional, oficinas de artesanato tradicional ao vivo, um museu da tanoaria, um restaurante-museu, piscinas municipais ao ar livre e, em breve, um observatório astronómico. Aberto ao público desde 2009, o Parque Biológico da Serra da Lousã já recebeu mais de 55 mil visitantes.

ARCIL aposta na saúde



A ARCIL – Associação para a Recuperação de Cidadãos Inadaptados da Lousã está a reforçar a valência de medicina dentária. O alargamento do horário procura ir ao encontro das necessidades da comunidade exterior.
A ARCILSAÚDE tem agora um horário mais alargado nos serviços de medicina dentária. Esta valência funciona agora às terças, quartas-feiras e sábados das 09h30 às 18h00 e às sextas-feiras a partir das 15h00.
Durante o mês de Março, a ARCILSAÚDE – Medicina Dentária oferece ainda um rastreio gratuito de saúde oral, com o apoio da Colgate e Sociedade Portuguesa de Estomatologia e Medicina Dentária (SPEMD). O check up gratuito pode ser marcado através dos números 239 990 309 e 963 250 188.
Esta valência tem a particularidade de fazer atendimentos ao domicílio para pessoas acamadas e trabalhar com a população beneficiária do cheque-dentista, atribuídos pelos centros de saúde a grávidas, crianças até aos 14 anos e idosos que usufruam do complemento solidário.

quinta-feira, março 08, 2012

Automotora (Allan) EMEF - Série 0350

Esta automotora foi reabilitada pela EMEF (Empresa de Manutenção de Equipamento Ferroviário) a partir das automotoras Allan série 0300. A empresa surgiu em 1993 com o objectivo de fabricar e reparar material circulante para caminho de ferro e pertence à CP - Caminhos de Ferro Portugueses E.P..

Segundo o site da EMEF foram reabilitadas 21 automotoras para o Ramal da Lousã. No entanto as automotoras são usadas noutros ramais - a automotora que aqui apresentamos foi fotografada na linha Beja-Funcheira.

A reabilitação iniciou-se em 1999 e consistiu em modificar o aspecto exterior (nova frente, janelas e portas automáticas...), o espaço interior (bancos, wc modular, bagageiras...) e o reforço/substituição de componentes com vista a garantir o funcionamento do material por mais 15 anos.

 
As automotoras entraram ao serviço em 2000, depois de modernizadas, visto que as automotoras holandesas Allan que serviram de base à nova estrutura têm mais de 50 anos de vida.

 
As 19 automotoras diesel reabilitadas operacionais podem atingir os 100 km/h e têm transmissão eléctrica. Este projecto foi co-financiado pela Comunidade Europeia.
A lotação é de 94 lugares sentados e a tripulação é constituída por 2 elementos: revisor e maquinista.



E recordam-se destas?
Eu tenho saudades delas e vocês?
Agora imaginem o dinheirão que a CP gastou com elas, dinheiro vosso, dinheiro meu, dos nossos impostos e agora meus amigos vamos aceitar isto passivamente?
Ninguém diz nada?
Levantem-se do sofá, pois ainda vale a pena lutar.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...