terça-feira, outubro 09, 2012

Skyroad



A SKY ROAD Aldeias do Xisto (SRAX) é um evento de bicicleta de estrada, vocacionado para todos os praticantes de ciclismo e cicloturismo. É uma prova de resistência, dada a sua distância (aproximadamente 150 km) e o seu desnível acumulado (aproximadamente 3.500m), simulando uma etapa de montanha de uma qualquer grande volta ciclista (Tour de France, Vuelta a España ou Volta a Portugal). A base deste evento do tipo “Granfondo”, que a ULTRA-SPIRIT ® sports pretende trazer para Portugal com a SRAX, é a de proporcionar a todos os atletas a experiência de viver as sensações de uma verdadeira etapa de montanha, enquadrados por uma logística à altura dessa experiência.
Preenchendo um vazio existente entre os tradicionais passeios de cicloturismo e as provas de ciclismo de competição, a SKY ROAD Aldeias do Xisto oferece a cada atleta a oportunidade de participar num grande evento de ciclismo, pedalando ao seu próprio ritmo durante toda a extensão do percurso e cronometrando o seu tempo com o recurso a chips e cronometragem electrónica, como num verdadeiro evento de competição.
O conceito Granfondo nasceu em Itália e em pouco tempo se difundiu por todo o mundo com eventos a cativar milhares e milhares de aficionados de ciclismo, atraídos por estes aliciantes desafios realizados em espectaculares e exigentes traçados, em cenários de excepção para a prática do seu desporto favorito.
O termo Granfondo é alusivo à resistência e endurance que caracterizam estas provas, encaradas de diferentes maneiras pelos diversos participantes. Muitos enfrentarão este desafio com ritmos mais rápidos numa abordagem mais competitiva lutando contra o cronómetro ou contra os colegas de treino enquanto outros lutarão apenas contra si próprios, no intuito de vencer a distância o desnível acumulado do percurso. Muitos voltarão ano após ano para bater o seu próprio tempo, ou simplesmente para reviver uma grande experiência e participar numa grande festa do ciclismo.
Para os que ainda não se sintam preparados para o grande desafio, poderão optar pela prova de Mediofondo, com um percurso de 95 km e um desnível acumulado de 2.000 m. Esta prova decorrerá em simultâneo com o Granfondo e permitirá viver a experiência da montanha em ciclismo, sem enfrentar uma distância tão grande.
SKY ROAD - Uma verdadeira etapa de montanha
O cenário escolhido para este evento é a zona montanhosa das Serras da Lousã e do Açor, onde os participantes percorrerão estradas com escasso trânsito automóvel, mas em excelentes condições e com enquadramentos paisagísticos de excepção num traçado desafiante e caracterizado pelos grandes horizontes, dando visibilidade ao potencial do Centro de Portugal como destino de excepção para a prática do ciclismo e do cicloturismo.

http://www.skyroad-grandfondo.com/index.php/pt/

quarta-feira, outubro 03, 2012

Miranda às escuras 2



Miranda by night, eis uma história surreal, que é real.
É verdade. Há uns dias atrás, a noite punha-se mais cedo em Miranda do Corvo (pelo menos nalgumas ruas), às 20 horas, a noite já estava escura que nem bréu.
E que dizer às 6 horas da manhã?
A iluminação pública era desligada em nome da poupança?
Ou da Troika?
Ou será da EDP?




Poupa-se numas coisas, mas não se poupa noutras. 
Porque motivo não se cortam nas festarolas e nos jantares com 50 convivas?
Havia quem fosse para a Estação às escuras… sem ver vivalma, tacteando pelo caminho em busca dos autocarros (mais outra história fabulosa!).
Afinal, o que se passa em Miranda do Corvo?
Talvez, uma história com os requintes do Bem Amado…
Já não há dinheiro para pagar a electricidade?




Ultimamente, a insegurança tem-se sentido em Miranda do Corvo, com o número de assaltos e de vandalismo a dispararem em flecha.
Será que os ladrões estavam à espera que desligassem as luzes?
No meio de tanto aperto de cinto os munícipes é que se trabalham, alheios a querelas partidárias entre o PSD e o PS e a guerras de arlequim e manjerona, sempre mais do mesmo, como no país…
Eles vão-se revezando, mas são sempre os mesmos… Não se iludam com o aproximar das eleições!
Eles e elas andam aí numa marcação cerrada.
No entanto há quem não consiga compreender porque motivo nalguns pontos da vila de Miranda do Corvo havia luz?

Miranda às escuras



Protesto – Queixas já se arrastam desde Janeiro, com o corte da iluminação em alguns pontos da vila. Câmara já pediu à EDP para repor funcionamento normal.
Uma história fantástica a seguir na integra na página 13 do Diário de Coimbra de 2 de Outubro de 2012.



Avalanche 2012



Na serra da Lousã decorrerá mais uma edição do “Avalanche – Licor Beirão”, prova de Downhill, cheia de emoções.
O “Avalanche” continua a ser a maior prova de descida colectiva realizada em Portugal, atraindo sempre muitos atletas da vizinha Espanha, alguns deles de renome neste tipo de prova, tais como Tomás Misser (vencedor da edição de 2006) e Pau Reixachs (2º em 2008 e 2009).
Como forma de inovar, para esta 11.ª edição o Montanha Clube preparou um percurso diferente do ano anterior. Novos singletracks intercalados com outros de anos anteriores, sempre por paisagens deslumbrantes da Serra da Lousã.
Os treinos terão lugar na sexta, das 14h às 18h, sábado, das 10h às 18h e domingo, das 8h30m às 12h.
Como tem sido hábito, nos últimos anos, a prova está agendada para domingo com partida às 14h30, no Trevim e chegada prevista para o Parque Municipal de Exposições.
Nas últimas 4 edições a prova teve vencedores diferentes (André Beato, Hélder Padilha, Luís Ferreira e Francisco Pardal), prevendo-se assim, para este ano, uma grande disputa pelo lugar mais alto do pódio.
O evento terá as zonas espectáculo para o público no Trevim/Barraca Preta/1.º Mirante/ Fábrica do Papel do Prado/Parque Municipal de Exposições.
No final terá lugar o já tradicional almoço-convívio, entrega de prémios e apresentação das provas do Montanha Clube para 2013.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...