sexta-feira, agosto 17, 2012

Ciência Viva no Verão 2012



Depois dos castelos de Penela, Montemor-o-Velho, Pombal e Soure segue-se Miranda do Corvo. É já no próximo dia 1 de setembro que Miranda do Corvo recebe a iniciativa Ciência viva nos castelos e muralhas do Mondego. Uma semana depois, a 8 de setembro, o evento acontece nas Torres de Coimbra.
Em 2011, pela primeira vez, a Ciência Viva no Verão lançou a “Ciência nos Castelos”, uma iniciativa que visa promover passeios científicos em torno dos castelos e fortalezas que marcaram a história do nosso país.
Este verão, o evento acontece em seis monumentos banhados pelo Mondego.
Os castelos e muralhas do Mondego recuperam a antiga Linha Defensiva do Mondego que, após a reconquista de Coimbra em 1064, surge para salvaguardar a sua defesa, veiculando uma história comum neste território.
O desafio proposto passa por desenvolver um jogo de descoberta em cada um destes “Castelos”, permitindo aos participantes descobrirem por eles próprios, e acompanhados por especialistas, diferentes ciências escondidas nos nossos monumentos.
As sessões nos castelos de Soure e de Pombal foram dinamizadas pela Associação Portuguesa dos Amigos dos Castelos. As restantes pela Agência para o Desenvolvimento dos Castelos e Muralhas Medievais do Mondego que acompanha a Rede Urbana dos Castelos e Muralhas Medievais do Mondego, constituída pelas cidades de Coimbra, Figueira da Foz e Pombal, e pelas vilas da Lousã, Miranda do Corvo, Montemor-o-Velho, Penela e Soure.
Criada a partir do reconhecimento do valor de um património comum que perdura desde os tempos ancestrais da reconquista cristã e do início da nacionalidade Portuguesa, a Rede Urbana dos Castelos e Muralhas Medievais do Mondego desenvolve uma estratégia centrada na competitividade e inovação. Com este programa pretende-se estabelecer uma colaboração de base temática, tendo como elemento unificador, os castelos e muralhas medievais.
Data: 01-09-2012
Hora de Início: 15:00
 

Descrição:
Onde pára o Castelo de Miranda? O que dizem as ossadas que dormem no Alto do Calvário há séculos? Que suspiros ecoam da cisterna? Venha descobrir o antigo Castelo de Miranda do Corvo, uma das estruturas da Linha Defensiva do Mondego que, a mando de D. Sesnando, defendeu a reconquista de Coimbra.
Ponto de encontro:
Posto de turismo de Miranda do Corvo, junto ao edifício da Câmara Municipal
Como Chegar:
Em direcção ao edifício da Câmara Municipal de Miranda do Corvo, no Centro da Vila de Miranda do Corvo.
Coordenadas GPS:
40.09501343953151 N, -8.32888126373291 O

Idade mínima:
6 anos
Localidade:
Miranda do Corvo / MIRANDA DO CORVO / COIMBRA
Itinerário:
Posto de Turismo - Fonte dos Amores - Alto do Calvário - Volta da Costa - Quinta da Paiva
Duração:
3 h
Transporte:
A pé, Bicicleta


Nota:
Levar calçado e vestuário confortáveis, protector solar, chapéu/boné, água e merenda. Essencial: vontade de aprender e espírito de aventura!

Outras Iniciativas:
Parque Biológico da Serra da Lousã
(Liga de Amigos de Conimbriga)
Data: 25-08-2012
Hora de Início: 10:00
 

Descrição:
Percursos de descoberta da paisagem, biodiversidade (fauna) e etnografia no Parque Biológico da Serra da Lousã, nas suas principais valências.
Ponto de encontro:
Parque Biológico da Serra da Lousã, sito na Quinta da Paiva, em Miranda do Corvo
Como Chegar:
Pela A1, saída 11 (Lousã/Condeixa), IC2 Condeixa/Leiria e depois IC3/Tomar. Cortar para EN 342. Em Miranda do Corvo, seguir as placas para Quinta da Paiva ou Parque Biológico da Serra da Lousã.
Idade mínima:
3 anos
Localidade:
Quinta da Paiva - Miranda do Corvo / MIRANDA DO CORVO / COIMBRA
Itinerário:
Interior do Parque
Duração:
3 h
Transporte:
A pé

Responsável pela acção:
António dos Santos Queirós
Nota:
Levar roupa e calçado adequados a caminhadas, protecção solar, água e merenda.

Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...