segunda-feira, abril 13, 2009

Queima do Judas, a tradição ainda é o que era….


No passado domingo de Páscoa, o Espinhal, foi palco de mais uma tradicional Queima do Judas, que embora marcada para as 15 horas, só teve início uma hora depois.

Composta a assistência, o mafarrico vinha devidamente engalanado, numa carroça puxada por um burro, atrás seguia a Filarmónica do Espinhal.

Ateado o rastilho, o sofrimento de Judas alongou-se, pois a palha que continha incendiou-se toda, caindo por terra.

Mas, para gáudio da assistência presente houve alguém da comissão de festas que voltou a reacender o rastilho, prosseguindo a animação, que culminou com um grande estouro da cabeça do boneco.



Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...