terça-feira, junho 21, 2011

Desvios...

Por linhas travessas, aparte projectos, eis que surgem após o inicio das obras em Janeiro de 2010, as primeiras alterações de fundo, ao projecto do Metro Mondego, perdão da CP, desculpem queria dizer da Refer, perdão, da Transdev (!?)

Glup…


Desculpem não era bem isto, aquilo que escrevi, ia para dissertar sobre as rotundas na Lousã e em Serpins, onde antes passava o comboio, agora o que quer que seja que se desloque, sobre carris, perdão sobre rodas, contornará a rotunda.

Desculpem e que dizer da travessia localizada junto ao Estaleiro, ou ainda a sonhada ligação entre a 25 de Abril e a Santa Catarina, em Miranda do Corvo, isto para não falarmos das obras junto à Estação de Miranda do Corvo, onde os carris estão a ser recolhidos…


Se dúvidas houvessem que algum dia por aqui passariam comboios ficaram dissipadas, sim porque numa conhecida página alguém disse que não vamos fazer muitas ondas, porque ainda agora o nosso primeiro tomou posse e só daqui a 15 dias é que o podemos relembrar promessas recentes.

“-Olha lá não devias ter escrito isso!…”


Enfim…

Foi um aparte e que dizer desta magnifica passagem provisória localizada perto duma cabine da EDP (com alta tensão!) e de um depósito de gás com mais de 5.000 litros, localizados a menos de dois metros da estrada, perdão do atalho.

Um cocktail verdadeiramente explosivo e magnificamente planeado, 5 estrelas! Um “must”.


Ainda, no fim-de-semana passado, na companhia dalguns amigos na esplanada da Cafetaria Santa Catarina observamos a passagem atribulada dalguns automobilistas, naquele curto percurso com 20 metros e por uma série de vezes o acidente não se deu. Comentava-se: “Se há um acidente de viação, com o depósito de gás e com a cabine da EDP, por perto quem paga os estragos?”

Retorquiu outro: “- Deixa lá se houver um estouro desses, depois podem fazer aqui um hotel, um shopping e o metro pode passar pela garagem, fazem uma estação subterrânea e com o dinheiro das indemnização nós compramos casa noutro lado.”


Gargalhada geral do pessoal, que está farto das promessas inócuas dos políticos…

“- Vão sonhando vocês vão todos de camioneta até Coimbra, esta terra já deu o que tinha a dar.”

“- Esqueçam ao fim-de-semana fazemos-nos à ciclovia até à cidade dos poetas, vai ser um espectáculo de Bike até Serpins. Isto é que é qualidade de vida, nem os "gajos" do BTT, nem os do Ramal do Dão. Nós vamos ter a ciclovia mais cara do país…



(desculpem lá qualquer coisinha)

Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...