terça-feira, dezembro 11, 2007

Alterações Climáticas: Esperança em Bali(!?)




«Na próxima semana inicia-se a conferência das Nações Unidas sobre as alterações climáticas em Bali, Indonésia, onde se espera que sejam tomadas decisões importantes para o período pós 2012, altura em que termina o período de cumprimento do protocolo de Quioto.
Infelizmente alguns países e responsáveis políticos ainda não acordaram para o problema das alterações climáticas. No entanto, é verdade que nunca como hoje foi possível testemunhar tão grande unanimidade à volta da urgência em reduzir as emissões de gases com efeito de estufa de forma a minimizar o fenómeno das alterações climáticas. Alguns países, como os Estados Unidos, apesar de cada vez mais estarem rendidos às evidências no que às alterações climáticas diz respeito, continuam a fechar os olhos em relação à necessidade de fazerem parte da solução.
O protocolo de Quioto é um importante passo na direcção certa e felizmente, apesar de não ter sido ratificado pelo maior emissor mundial de dióxido de carbono, os Estados Unidos, entrou em vigor em Fevereiro de 2005. O período de cumprimento 2008-2012, que agora se inicia, será o momento da verdade no que diz respeito ao seu verdadeiro valor prático. Quantos países o cumprirão? Conseguiremos reduzir em 5% as emissões de dióxido de carbono mundiais tal como está previsto? Mesmo que o protocolo de Quioto venha a ser um sucesso não será mais do que um pequeno passo que terá de ser seguido de metas muito mais exigentes sob pena de não conseguirmos evitar ou minimizar as consequências das alterações climáticas.
A conferência em Bali que se inicia na próxima semana é essencial para o chamado período pós-quioto. É fundamental chegar a um acordo sobre as novas metas de redução de gases com efeito de estufa para além do ano 2012 e sobre a forma como deverão ser alcançadas essas mesmas metas. É portanto uma das últimas oportunidades para que depois de 2012 não exista um interregno em termos de metas de redução de emissões, interregno esse que seria gravíssimo pois para evitar as alterações climáticas é necessário fazer uma corrida contra o tempo.»
Hélder Spínola, in http://www.quercus.pt

Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...