sábado, agosto 02, 2008

GREL recria Casamento Tradicional no Talasnal

Este é já um dos eventos mais marcantes e simbólicos do Calendário de Animação das Aldeias do Xisto. A edição do ano passado encheu olhos e corações a quem a viveu de perto. No próximo dia 3 de Agosto, no Talasnal, recria-se um casamento

à maneira antiga e seguindo as tradições mais genuínas da cultura popular da Serra da Lousã.

No dia 3 de Agosto, a aldeia do Talasnal revive as tradições à moda antiga, no Casamento Tradicional das Aldeias de Xisto da Serra da Lousã, organizado pelo GERL– Grupo Etnográfico da Região da Lousã.

Este ano, ao contrário do que tem acontecido em anos anteriores, o casamento realizar-se-á na Capela da Ermida de Nª Sra. da Piedade, a partir das11h.Depois da celebração religiosa, noivos e convidados dirigem-se para a aldeia do Talasnal, passando por vários locais simbólicos.

É um dia em que são celebradas tradições ancestrais do concelho da Lousã. Um casamento transformado em festa, onde até os convidados irão vestidos a rigor, com os trajes antigos típicos daquela região, ou não fosse este o resultado de uma recolha etnográfica exaustiva sobre as épocas antigas. Também não faltará a tradicional Fatia – cesta com várias iguarias gastronómicas regionais – que, como manda a tradição, é distribuída por homens e

Mulheres da aldeia aos noivos e convidados.

As ruas do Talasnal enchem-se para ver passar os noivos sob o arco armado com colchas e toalhas de linho, lenços e peças em ouro, que dão as boas vindas ao jovem casal e seus convidados.

Um dia em que não faltará alegria e tradição, que convida todos a participarem nesta grande festa que é o Casamento Tradicional das Aldeias do Xisto da Serra da Lousã.

O ponto de encontro é às 11h, na Ermida de N. Sra. da Piedade, na Lousã.

As Aldeias do Xisto são constituídas por 24 aldeias distribuídas por 14 Municípios do Pinhal Interior, na Região Centro de Portugal num território de enorme beleza e que oferece infinitas possibilidades de lazer.

Ao longo dos últimos anos, os 24 núcleos foram alvo de um programa de requalificação que permitiu às aldeias adquirir potencial humano de desenvolvimento, transformando-se em pólos de atracção turística dinâmicos que permitem a criação de uma nova base económica que passa, nomeadamente, pela recuperação das tradições, pela valorização do património arquitectónico construído, pela dinamização das artes e ofícios tradicionais e pela defesa e preservação da paisagem em que se enquadram.

Este importante trabalho nunca perdeu de vista aquilo que era o seu principal objectivo: melhorar a qualidade de vida das populações das aldeias, elevando os seus níveis de auto-estima, qualificando o seu tecido social e agregando-as num processo participativo de desenvolvimento que é, antes de mais, seu.

Aldeias do Xisto. A descoberta começa aqui.

http://www.aldeiasdoxisto.pt

Contactos:

GERL– Grupo Etnográfico da Região da Lousã

Tlm.:963715819/E-mail.:sacramentofaria@sapo.pt

Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...