quarta-feira, agosto 24, 2011

Circulação alternada e estradas bloqueadas

O desespero está a tomar conta dos automobilistas que tenham de percorrer diariamente quatro vezes por dia o percurso Miranda do Corvo-Lousã e vice-versa, devido às obras na EN 342 (via rápida) ou na antiga EN 342 (estrada velha), interrompida no Padrão.


Estes são forçados a paragens superiores a 15 minutos de cada vez que se façam à estrada, uma das vias está bloqueada com obras agora entre os Pegos e Miranda do Corvo e a circulação automóvel é alternada, devido aos semáforos da «via rápida».


Ufa... Desta vez, o sinal está verde...

Muita gente não entende o que anda a fazer a Sodrenagens, sob supervisão da Ascendi (uma firma de auto-estradas).


Há quem veja ali os cabos para a Televisão Digital Terrestre (tão amiga que é a Ascendi). Mas começa a ser voz corrente que iremos ser brindados com mais um presente, é verdade meus amigos, portagens electrónicas…


Especulações à parte, o futuro é laranja e a crise já lá vai neste Portugal…

Contudo, não se entende porque motivo se estão a desenrolar duas obras em simultâneo, ficando os automobilistas verdadeiramente encurralados. Assim, quem tenha de honrar compromissos e cumprir horários, não pode chegar a horas, visto não haver alternativas rodoviárias.



Para o efeito, todos os automobilistas mostram o cartão amarelo às Câmaras Municipais da Lousã e de Miranda do Corvo, à Ascendi, à Estradas de Portugal e à Sodrenagens pelo "timing" das obras e pela falta de planificação.


Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...