terça-feira, junho 18, 2013

Silvas conquistam Ramal da Lousã













Há quantos anos estamos sem comboio?
Depois do encerramento do estaleiro da Lousã em finais de 2011, depois dos taludes consolidados, das pontes calibradas, dos túneis aprofundados, do trajecto pavimentado, onde outrora funcionava a linha de caminho-de-ferro e por onde passava um comboio, fonte de desenvolvimento duma região, agora proliferam as silvas e em breve as mimosas…
Assim é, bem no centro da vila de Miranda do Corvo, nas traseiras do Estaleiro da Câmara Municipal de Miranda do Corvo, onde as silvas depois de conquistada a linha, ameaçam tomar de assalto as propriedades vizinhas, já passam sobre os muros.
Agora quem paga a limpeza?
A CP?
A Refer?
O Metro Mondego?
Quem?
Mais um jogo de empurra, em que este país é fértil…

1 comentário:

Mário Nunes disse...

Aquilo que eu mais gosto é do novo corredor pedonal e ecológico onde crescem silvas (compota de amora), mimosas (madeira) e pilares... (glup! pilares...) será que não haverá nenhum pilar semeado na linha?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...