sábado, dezembro 30, 2006

Ambiente... Curtas e Directas (Rio Ceira e Rio Lis)

Clique duas vezes em cima do título, com o botão do lado direito do rato
Junto às margens do Rio Ceira e pela Estrada da Beira, o cheiro é nauseabundo, o odor a azeite é tremendo...
Esta situação é comparável à que se vive nas margens do Rio Lis, apesar das denúncias da população, as autoridades ainda não encontraram os infractores...
Ao longo dos últimos anos aumentaram progressivamente as agressões ao Rio Lis, transformando-o numa imensa fossa, que vai escorrendo para a Foz, na Praia da Vieira de Leiria, matando milhares de peixes à sua passagem.


As descargas das suiniculturas são diárias...


Não nos devemos esquecer, que 97% da água existente no planeta é salgada, apenas 3% é água doce, disponível para a utilização humana nos rios, lagos e aquíferos subterrâneos.
A água doce e limpa é um recurso finito e escasso.
A poluição da água pode originar graves problemas de saúde pública.


Neste país, tudo se sacrifica em nome do vil metal, do lucro fácil e imediato.
Será caso, para dizer que, a maior parte dos portugueses tem as vistas curtas?
Ou será que temos de andar todos os dias a levar lições e puxões de orelhas de Bruxelas.
É tempo de arrepiarmos caminho, mudarmos de mentalidade, sob pena de colocarmos o nosso amanhã em causa...

Programação do Cinema de Miranda do Corvo – Mês de Janeiro de 2007

Clique duas vezes em cima do título, com o botão do lado direito do rato


Programação do mês de Janeiro de 2007, do Cinema de Miranda do Corvo, disponível em http://kafekultura.blogspot.com

quarta-feira, dezembro 27, 2006

Rádio Dueça - Um Rio de Som...

Clique duas vezes em cima duas vezes em cima do título e escute a Rádio Dueça, para tal necessita de ter instalado o Real Player ou equivalente

Rádio Dueça, Um Rio de Som…

Após, um período de planeamento, testes e acertos, no dia 4 de Agosto de 1984, foi possível ouvir pela primeira vez no éter, os sons experimentais da Rádio Dueça/ Associação Rádio Livre de Miranda do Corvo.

Coincidindo com a vontade de crescer concretizou-se o desejo da aprovação do Decreto Lei que possibilitaria a existência legal das Rádios Locais em Portugal, e para que tal fosse possível seria preciso parar por completo as Emissões, preparar enormes processos burocráticos, apresentar candidaturas e por fim aguardar as decisões das Autoridades que detinham o poder de atribuição de Alvará de Radiodifusão.

Em Dezembro de 1989, a Rádio Dueça/Associação Rádio Livre de Miranda do Corvo, emitiu pela última vez. Em Junho de 1990, a Rádio Dueça, Rádio Local de Miranda do Corvo quebrava o silêncio, e iniciava um novo ciclo de existência.

Num Concelho, onde as possibilidades de evoluir economicamente eram escassas e em que o mercado comercial para exploração era mínimo, tornou-se uma missão quase impossível levar a Rádio a bom porto, mesmo assim, das 6 horas de emissão iniciais a Rádio Dueça foi alargando o seu tempo de emissão, recorrendo sempre aos colaboradores, que nunca foram remunerados pela realização de programas, estabelecendo protocolos com outras Estações de Rádio no sentido de obter Serviços Noticiosos de âmbito Nacional e Internacional.

Emitindo já 16 horas diárias, com produção própria, e garantindo 2 postos de trabalho efectivos e um em tempo parcial, em 1996, a Rádio Dueça começa a sentir graves problemas, quer em termos de subsistência, quer em termos de manutenção de qualidade de emissão, este ultimo mercê de um acidente provocado por uma forte descarga eléctrica que danificou irremediavelmente grande parte do equipamento de emissão e de estúdio.

Desde, a sua aprovação como Rádio Local, a Rádio Dueça, por imperativos processuais, ficou ligada à Cooperativa Mirante, detentora do Alvará e proprietária do Jornal Mirante, no entanto era desejo dos colaboradores da Rádio Dueça criar uma estrutura especificamente vocacionada para a radiodifusão levando um grupo de colaboradores em 1997 à criação da Rádio Dueça Informiranda, Cooperativa de Responsabilidade Limitada, vocacionada exclusivamente para a gestão e desenvolvimento da Rádio possibilitando assim a reestruturação da Rádio e a prossecução dos seus objectivos como Rádio Local, tendo para tal sido lavrado um acordo com a Cooperativa Mirante no sentido de se proceder à transferência do Alvará para a nova Cooperativa. Só no dia 18 de Dezembro de 2002 foi transferido oficialmente por deliberação da Alta Autoridade para a Comunicação Social o Alvará de Radiodifusão da Cooperativa Mirante para a Rádio Dueça Informiranda CRL, concretizando-se assim um dos objectivos mais aspirados pela Cooperativa e colaboradores.

Ao longo dos anos, a Rádio Dueça teve Colaboradores/ Realizadores, um pouco de toda a parte, de Miranda do Corvo, das Freguesias do Concelho, das Escolas, de Associações e Instituições, de fora do Concelho.

A Rádio Dueça colaborou nos últimos dois anos, com Estabelecimentos de Ensino Profissional, administrando Estágios e Acções de Formação em Contexto de Trabalho nas áreas técnica e de produção.

Desde Setembro de 2006 é possível escutar a emissão «on line», da Rádio Dueça (em mms://stream.radio.com.pt/roli-enc-214). Os acessos tem vindo a crescer exponencialmente, desde Viana do Castelo, ao Algarve, cobrindo todo o país, através da Internet.

Rádio Dueça à conquista da Europa

Para a Rádio Dueça, os próximos tempos são de mudança, de consolidação de projectos, alargar horizontes e abraçar novos desafios, tais como a parceria de serviços com a Rádio Asas da Beira e a integração no projecto do Grupo RDS.

A juventude continua a aderir à Rádio Dueça, trazendo uma lufada de ar fresco, que se converte num rio de som, com novos projectos, tais como: Bike Aventura, Thaprojekt, Espaço T.

Também se tem verificado alguns regressos de antigos realizadores, tais como Luís Coimbra, regressou à antena ao fim de 10 anos, com um dos mais antigos programas, desta rádio: «O Paraíso dos Deuses» e ainda com um programa com música dos anos 80, denominado «Simplesmente 80».

O Desporto voltou aos microfones da rádio, agora com uma equipa de 10 pessoas.

Em Novembro de 2006 foi desferido contra a Rádio Dueça, um duro golpe. Os amigos do alheio visitaram as instalações da rádio e roubaram inúmero equipamento, que é essencial para o bom funcionamento da estação.

Em 22 anos de existência, a Rádio Dueça esteve na cave da antiga Casa Paroquial, passou pelo actual Edifício da Biblioteca Municipal, tendo regressado à antiga Casa Paroquial, onde está actualmente no R/C, dividindo este espaço com a catequese.

À Rádio Dueça faltam actualmente condições de acústica e de segurança. Os equipamentos justificam outro tipo de instalações.

No próximo dia 27 de Janeiro de 2007, a Rádio Dueça vai organizar o 2º Downhill Urbano, uma organização conjunta Rádio Dueça/Bike Aventura.

«A Rádio Dueça presta um serviço público e comunitário e precisa de ajuda de todos.»

Links:

http://radiodueca.no.sapo.pt

http://radio94.5@sapo.pt

e-mail: radiodueca@gmail.com

Desde já quero agradecer a colaboração da Direcção da Rádio Dueça e do João Paulo Lucas, que viabilizaram a realização deste post.

sábado, dezembro 23, 2006

Qualidade da Água, em Miranda do Corvo

clique duas vezes com o botão do lado direito do rato, em cima do título


Para um melhor esclarecimento, clique duas vezes com o botão do lado esquerdo do rato, para ampliar.
E apresente queixa às autoridades, para que punam severamente a indústria poluente.
Contactos:

- Telefone 808200520;

- Internet:
http://gnr.pt/portal/internet/sepna/12.denuncias/form_sepna.asp;

- Correio:


- Instituto do Ambiente (IA), Rua da Murgueira, 9/9A, 2610-124 Amadora, Telefone 214728200, fax 214719074

- Inspecção Geral do Ambiente e do Ordenamento do Território, Rua de O Século, 63 (Bairro Alto), 1249-033 Lisboa, Telefone 213515500, Fax 213215562, E-mail: iga@igaot.pt, http://www.igaot.pt.


Dá vontade de rir:

http://jn.sapo.pt/2006/12/23/centro/refinaria_dizse_culpa_o_ceira_cheira.html


Mais informações em:

http://jn.sapo.pt/2006/12/15/centro/rio_ceira_contaminado_azeite.html
http://www.diariocoimbra.pt/14177.htm
www.rr.pt/InformacaoDetalhe.aspx?AreaId=11&

Água Imprópria Para Consumo Humano

Clique duas vezes com botão do lado direito do rato em cima do título


É verdade, após um interregno de meses, a água das nossas torneiras chega-nos de novo às nossas casas, com sabor a azeite e a bagaço de azeitona, apesar de tomadas todas as providências, a indústria poluidora continua a monte...
Mistério.
Como é possível...?
Interrogam-se os mirandenses.
Há quem ponha as mãos na cabeça e faça contas à vida, duas contas de água?
O Stock de garrafões de água já esgotou nos supermercados.
Há até quem desespere no banho, o shampoo não actua, como é possível?
As donas de casa afirmam que o detergente da máquina já não lava mais branco e que a roupa e a louça vêem cheios de gordura.
Os lousanenses em tom jocoso afirmam: «Vocês andam cheios de sorte, azeite na água, assim não precisam de temperar as batatas na noite da consoada!»

(...) «A dieta mediterrânica, rica em azeite, diminui os riscos de doenças cardiovasculares, regulariza o colesterol, a pressão sanguínea e estabiliza o metabolismo da glicose.» (...)

(...) «Azeite utilizado em banhos de beleza.» (...)

(...) «Ideal para o cabelo.» (...)

(...) «Azeite, a fonte da Eterna Juventude.» (...)

sexta-feira, dezembro 22, 2006

Feliz Natal e Um Próspero Ano Novo...


São os meus desejos para todos os leitores deste blog...
Com Paz, Saúde, Trabalho e Alegria.

sábado, dezembro 16, 2006

Vende-se,…, Aluga-se,…, Trespassa-se,…

Diversos apartamentos usados à venda no Montoiro, em Miranda do Corvo

Vende-se,…, Aluga-se,…, Trespassa-se,…

Casas, apartamentos, vivendas, prédios, lojas, armazéns, terrenos, rústicos, urbanos,…, novos e usados.
Haja dinheiro…

Multiplicam-se os letreiros, os anúncios nos jornais, prédio a prédio, rua a rua, em Miranda do Corvo e por esse país inteiro.

As famílias impotentes ficaram reféns das prestações bancárias.

As prestações não param de subir e os ordenados não são elásticos.

A tudo isto veio somar-se a crise económica, encerramento de fábricas, cessação de actividades comerciais, o espectro do desemprego paira…

Os Bancos e as financeiras são os responsáveis pela crise, que este país vive, para além de acumularem lucros fabulosos, tudo emprestaram, era casas, carros, viagens, móveis e computadores,…

Mas, a esperança é sempre a última a morrer, quem viu aumentar desmesuradamente a sua prestação, pode acertar com o seu Banco, o «spread», a margem de lucro do Banco ou então, em alternativa aumentar o número de anos do seu empréstimo bancário.

Após o «Boom» de construção dos anos 90, Miranda do Corvo duplicou, triplicou, a população aumentou e os prédios multiplicaram-se desordenadamente como cogumelos, avolumaram-se os caixotes, muitas vezes sem planificação, as estruturas eram insuficientes ou praticamente não existiam…

Alternando a boa construção, a razoável e a má…

Houve quem viesse em busca duma casa mais barata, as casas em Coimbra tinham atingido preços incomportáveis, para a maior parte dos agregados familiares.

Promessas duma ligação rápida a Coimbra fizeram muita gente mudar de terra, promessas que não se concretizaram…

O Metro do Mondego ainda não saiu do estirador.

Em Miranda do Corvo, a construção praticamente parou, à excepção de dois prédios, um em fase de acabamentos, na Rua da Coutada e outro que, ora arranca, ora para, na Rua João Paulo II.

Certo, certo, é que a Autarquia tudo tem feito, para melhorar as condições de vida das populações do Concelho, nalgumas zonas da vila, o diâmetro da canalização foi aumentado, permitindo um melhor abastecimento de água aos seus habitantes. A pouco e pouco, surgiram jardins onde os não havia, parques infantis e piscinas. Foi alargada a Escola Primária e inaugurado um infantário e uma escola secundária, apareceu uma Biblioteca Municipal e um cinema e pode ser que o futuro nos traga mais alguma coisa…

Encontro de Coros, em Semide

terça-feira, dezembro 12, 2006

Chile, A Marca da Besta

Augusto Pinochet, o Déspota

Augusto Pinochet (1915-2006), responsável pelo outro 11 de Setembro, o de 1973, em que o governo liderado por Salvador Allende, de esquerda e eleito pelo povo, foi deposto pela força das armas, com o consentimento dos EUA.

Salvador Allende

Pinochet era o Comandante-Chefe do Exército Chileno e bombardeou o Palácio Presidencial de La Moneda, em Santiago do Chile, na expectativa de destrui-lo e matar todos os ministros, derrubando assim, o presidente Salvador Allende.

Chove em Santiago...

Allende morreu pouco depois de ser preso. As circunstâncias da sua morte, nunca foram esclarecidas...
Em 17 anos de regime, Pinochet perseguiu os seus opositores intra e extra muros, acusado de tortura, cerca de 4000 mortos, mais de 30.000 desaparecidos, 200.000 exilados...
Os opositores eram atirados ao mar, a bordo de aviões militares...

Chile, a Ditadura Militar em Acção, A Repressão, o Medo, a Angústia...

Em 1998, estando em Londres, o juiz espanhol Baltasar Garzón emite um mandado internacional de prisão implicando-o pelos crimes de assassínio, terrorrismo e tortura, com base em denúncias de familiares de espanhóis desaparecidos no Chile durante a sua ditadura. Fica retido por 503 dias, na capital britânica, sendo libertado, devido à sua saúde precária. O governo britânico, alegou razões de saúde e recusou-se a extraditá-lo para Espanha. Pinochet voltou ao Chile, em Março de 2000.

O juiz Baltazar Garzón jamais abandonou as investigações sobre o ditador e obteve, em Outubro, da justiça chilena autorização, para interrogar Pinochet e a sua esposa, pelo caso das contas secretas, que o general possuía fora do país.

No Chile, Pinochet acumula mais de 300 queixas e processos e onde a imunidade lhe é levantada, nos casos de violações de direitos do homem e de corrupção.

Em Julho de 2001, apresentou um atestado de debilidade mental, que o terá salvado de uma possível condenação.

Em 03.12.2006 Pinochet sofre um ataque cardíaco e ironia do destino falece aos 91 anos, no Dia dos Direitos Humanos - 10 de Dezembro.

domingo, dezembro 10, 2006

A Preto e Branco - Parte III

Simplex, Flexisegurança, Movimento pelo Sim, Movimento pelo Não, Choque tecnológico, …, meros chavões, são «fait divers», «show off», maquilhagem, luzes, acção, que o espectáculo vai começar.

«A Galp distribuiu este ano aos accionistas mais de 1.000 milhões de euros de lucros.»

Quando se fala em apertar o cinto, não se entende muito bem, porque não decide a Assembleia da República, a questão do aborto, têm ou não têm competências, para o efeito?

Mais uns milhões de euros pelo cano de esgoto abaixo…

Andamos a nadar em dinheiro…

Tanta algazarra pela recolha de assinaturas, pelo sim, pelo não, tanto movimento… Interrogam-se os portugueses, para quê?

Será pelos SAPs e pelas maternidades que fecharam? Pelas 1.500 escolas que encerraram, votando o interior à desertificação? Pelo encerramento das fábricas? Acompanharam eles, os Sindicatos nas delicadas negociações com o governo?

Entretanto já chegaram as clínicas espanholas, para o efeito.

Efectivamente, as mesmas que trabalham por conta dos grupos privados e das seguradoras.

NÃO!

Já basta de falácias e de atirar com areia para os olhos dos portugueses e de tapar o Sol com uma peneira.

É altura de se mostrar indiferença total pela Classe Política que temos e mostrarmos-lhe o sinal do nosso protesto e descontentamento.

«A EDP acumula lucros na ordem de 1 milhão de euros por dia.»

Andarão os políticos preocupados (os mesmos que fazem peregrinações de Norte a Sul do País), com as empresas que encerram todos os dias, com os ordenados em atraso, com os subsídios de natal, por pagar ou se os portugueses tem dinheiro para pagar o crédito da sua habitação ou ainda com a comida dos seus filhos?

Quando há fábricas em Miranda do Corvo, que tem em atraso, 3-4 meses, subsídios de Natal de 2005 e 2006, por pagar. É caso para perguntar onde andará a inspecção do IDICT?

«Um país com duas velocidades, saúde para os ricos e justiça para os pobres, é a percepção da opinião pública.»

«Os portugueses já pagam cerca de 40% dos custos da sáude.»

Entretanto, silenciam-se aqueles que protestam e tem opiniões diferentes, acesso aos meios de comunicação social restringidos, voltou o lápis da censura, processos disciplinares e aposentações compulsivas para os policias; Inquéritos e detenções ilegais para os militares. Quem fez greve ontem? Quem vai fazer amanhã?

Sindicalistas na mira do SIS?

Onde estamos nós?

… No tempo da outra senhora?

«Pagamos os medicamentos mais caros da Europa.»

Um governo que de socialista tem pouco, governando à direita do CDS, com os ámens dalgumas forças de esquerda, ámen, ámen,…

«Só no primeiro semestre, os bancos acumularam mais de 1.200 milhões de euros de lucros. Mas as prestações das casas não param de aumentar e o endividamento das famílias é cada vez maior.»

Entretanto o caudilho de Bruxelas, o lacaio do BCE e do Sr. Jean-Claude Trichet ordena-nos: «Apertem o cinto! Apertem o cinto! Só mais um buraquinho!»

Das duas, uma ou isto endireita de vez ou o poder vai cair na rua…

«Para além de termos os salários mais baixos da UE, os trabalhadores já perderam mais de 8% do seu poder de compra. Mas o Governo e o Patronato querem limitar os aumentos e impor salários e reformas mais baixos.»

Houve quem gozasse com os «malandrões da função pública», agora, para o emagrecimento total dos portugueses vem aí o Flexisegurança, a aplicar em todos os sectores, lá avisaram, os portugueses tem que por de lado a ideia dum emprego seguro, terão que se habituar à ideia de ter vários empregos, durante a sua vida activa…

Flexisegurança = Trabalho Precário = Despedimentos

E não tarda nada estão a fazer a apologia da Nova Ordem Mundial, do cartão único, escravos a trabalhar para o grande capital, para os bancos e seguradoras engordarem…

E se forem uns bons rapazes, sim se portarem bem, tem um «tacho» reservado como gestor num Banco de renome, numa multinacional ou numa grande empresa pública, na ONU, na NATO ou na Comissão Europeia…

«Não podemos ficar calados.»

Entretanto continuamos à espera do D. Sebastião que há-de surgir numa qualquer manhã de nevoeiro…

Ver também neste blog A Preto e Branco e A Preto e Branco 2

sábado, dezembro 09, 2006

Recordar é Viver...



Automotora DMV Allan CP 0301V21 em acção
Colaboração de Santinho Antunes
Fotos de Olle Nevenius

quinta-feira, dezembro 07, 2006

Comemorações do Centenário do Ramal da Lousã

Em Miranda do Corvo
Organização: Câmara Municipal de Miranda do Corvo
link - http://www.cm-mirandadocorvo.pt



E na Lousã...
Exposição Documental Alusiva ao Centenário da Linha de Caminho de Ferro Coimbra-Lousã
Local: Átrio da Biblioteca Municipal da Lousã, patente de 16 de Dezembro de 2006 a 29 de Janeiro de 2007
link - http://www.cm-lousa.pt

quarta-feira, dezembro 06, 2006

A Geografia da Justiça

Para um novo mapa judiciário
Relatórios, do Observatório Permanente da Justiça Portuguesa
http://opj.ces.uc.pt/portugues/relatorios/relatorio_A_Geografia_da_Justica.html

Colaboração de Santinho Antunes, advogado, Senhor da Serra, Semide, Miranda do Corvo


domingo, dezembro 03, 2006

Memórias Esquecidas...


Ilustração de José Garcês

1 de Dezembro de 1640 – A Restauração da Independência

Após o desaparecimento de D. Sebastião na mítica Batalha de Alcácer Quibir, ocorrida no Norte de África e o breve reinado do Cardeal D. Henrique (1578-1580), Portugal esteve sob domínio espanhol durante 60 anos.

O desrespeito dos privilégios nacionais vinha-se agravando, os impostos aumentavam, a população empobrecia, os burgueses viram afectados os seus interesses comerciais e a nobreza estava preocupada com a perda das suas mordomias e o Império Português era delapidado pelos ingleses, franceses e holandeses, caindo sucessivamente Ormuz (1622), São Jorge da Mina (1637), Japão (1639). As colónias de Angola, Brasil e São Tomé e Príncipe estiveram em risco.

Finalmente o povo acordou, um sentimento profundo de autonomia partilhado e de mudança por toda a população, o verniz estalou, culminando na revolta de 1640, no qual um grupo de conspiradores, expulsou definitivamente os espanhóis e aclamou o Duque de Bragança, Rei de Portugal, com o título de D. João IV (1640-1656), dando este início à IV Dinastia.

Bandeira da Restauração (1640)

O Exército Espanhol foi travado em diversas batalhas e a paz definitiva alcançada em 1668.

Paralelamente os portugueses conseguiram expulsar os holandeses do Brasil, como também de Angola e São Tomé e Príncipe (1641-1654), restabelecendo o poder no Atlântico Sul.


No entanto, as perdas no Oriente tornaram-se irreversíveis e Ceuta passou para as mãos de Espanha.

sábado, dezembro 02, 2006

HIV/SIDA - O Espectro da Morte

(clique duas vezes em cima do título com o botão do lado direito do rato)


A SIDA é provocada pelo Vírus da Imunodeficiência Humana (VIH), que penetra no organismo por contacto com uma pessoa infectada. A transmissão pode acontecer de três formas: relações sexuais; contacto com sangue infectado; de mãe para filho, durante a gravidez ou o parto e pela amamentação.

O VIH é um vírus bastante poderoso que, ao entrar no organismo, dirige-se ao sistema sanguíneo, onde começa de imediato a replicar-se, atacando o sistema imunológico, destruindo as células defensoras do organismo e deixando a pessoa infectada (seropositiva), mais debilitada e sensível a outras doenças, as chamadas infecções oportunistas que são provocadas por micróbios e que não afectam as pessoas cujo sistema imunológico funciona convenientemente. Também podem surgir alguns tipos de tumores (cancros).

Entre essas doenças, encontram-se a tuberculose; a pneumonia por Pneumocystis carinii; a candidose, que pode causar infecções na garganta e na vagina; o citomegalovirus um vírus que afecta os olhos e os intestinos; a toxoplasmose que pode causar lesões graves no cérebro; a criptosporidiose, uma doença intestinal; o sarcoma de Kaposi, uma forma de cancro que provoca o aparecimento de pequenos tumores na pele em várias zonas do corpo e pode, também, afectar o sistema gastrointestinal e os pulmões.

A SIDA provoca ainda perturbações como perda de peso, tumores no cérebro e outros problemas de saúde que, sem tratamento, podem levar à morte. Esta síndrome manifesta-se e evolui de modo diferente de pessoa para pessoa.

As pessoas notificadas com o vírus da sida – VIH – em Portugal são 29 461, mas esse número deverá ser de 60 mil devido ao défice de notificação. O tratamento destes doentes custa, ao Serviço Nacional de Saúde, 504,7 milhões de euros/ano, ou seja, cerca de 8413 euros por cada doente. Outras contas, mais negras, indicam que, por dia, morrem no País três pessoas vítimas da doença.

Portugal é um dos países da U.E, com piores índices de Saúde Pública, designadamente na área da SIDA, sendo desde 1998, referenciado como o país de mais elevada incidência da doença na população geral e nos grupos de toxicodependentes e de heterossexuais.

No pior cenário, os infectados poderão ascender em todo o mundo, a mais de 90 milhões de pessoas, mais de 10% da população africana está infectada e sem acesso a hospitais, tratamentos e medicamentos anti-retrovirais...

Em África muitas crianças vêem partir os seus pais e muitos países ficam sem os seus quadros especializados.

Treze desses países situam-se na África Sub-sariana. A esperança de vida os cidadãos de 8 países da região – Angola, República Centro Africana, Lesoto, Moçambique, Serra Leoa, Suazilândia, Zâmbia e Zimbabué, caiu para 40 anos ou menos. No Lesoto, na Namíbia, na África do Sul e no Zimbabué, mais de uma em cada cinco pessoas, entre as idades de 15 e 49 anos está infectada com o HIV/SIDA. E no Botswana e na Suazilândia, mais de uma em cada três está infectada.


CUIDADOS A TER:

- Os toxicodependentes não devem partilhar seringas;

- Os utensílios de higiene pessoal não devem ser partilhados;

- Nas relações sexuais deve-se sempre utilizar o preservativo.




«A crise da SIDA enfraquece os Estados a todos os níveis, porque a doença ataca as pessoas nos seus anos mais produtivos. Despedaça os alicerces de tudo, desde a Administração Pública e as unidades de saúde, até às estruturas familiares.»


A SIDA não se propaga com abraços, beijos e carícias…

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...