sábado, junho 16, 2007

Castelo da Lousã

Este castelo situa-se fora dos limites da vila. Para lá chegar é preciso atravessar a localidade na direcção da Castanheira de Pêra e andar 3 km nessa direcção, pela EN 236.



O castelo ergue-se no alto de uma espécie de promontório, rodeado pelo profundo vale da ribeira de São João. Após a conquista de Coimbra em 1064. D. Sesnando repovoou e reedificou a fortaleza. Em 1151 D. Afonso Henriques outorgou foral à vila da Lousã e D. Manuel I deu-lhe foral novo em 1513.

O castelo tem planta oval. Possui dois cubelos circulares a enquadrar e defender a porta, construída em cotovelo.

A poente destacam-se outros dois cubelos, igualmente curvos, um dos quais a meio da cortina da muralha.

No local poderá ainda visitar no morro fronteiro, junto a um meandro da ribeira a ermida da Nossa Senhora da Piedade, cuja construção remonta ao século XV.



Por perto fica o Restaurante «O Burgo», paraíso dos gastrónomos, as entradas de enchidos, queijo, salada de polvo, salada de orelha, azeitonas retalhadas, são um convite ao paladar antes do prato principal, donde constam entram outros pratos - javali, cataplana de marisco, arroz de gambas, grelhados e muitas outras iguarias.



A piscina fluvial, um mergulho garantindo na água gelada, num dos dias mais quentes do Verão, quando o calor aperta e passa dos 40 ºC.

Um convite a perder-se num dos muitos caminhos, que circundam a serra, convidando à aventura, perdendo-se no verde mágico.

Se tiver pernas poderá chegar à aldeia serrana do Talasnal e ir mais além em busca das aldeias perdidas e desabitadas no meio da Serra da Lousã.

1 comentário:

Klatuu o embuçado disse...

Sem dúvida, um grande pedaço de património!

Cumprimentos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...