quarta-feira, junho 10, 2009

VII Festival FolkNova 2009, Vila Nova, Miranda do Corvo


«Vila Nova vai receber a sétima edição do Folknova, festival já com grande tradição que este ano tem um programa recheado de grandes surpresas. O programa estende-se pelos dias 12, 13 e 14.


A animação começa na sexta-feira com o grupo de Zés Pereiras de Sanfins do Douro que comemora este ano 64 anos de existência. Há mais de seis décadas se tem dedicado a animar festas e romarias por todo o país, preservando uma tradição genuinamente popular.


Segue-se a actuação dos Celtibéria. Trata-se de um grupo de rock celta com origem em Oliveira de Azeméis que há mais de 10 anos vem actuando por todo o país.


Gaita de foles, flautas, bateria, guitarra, teclados, acordeão e violino são alguns dos instrumentos a que os Celtibéria recorrem para criar uma sonoridade muito própria.


É acima de tudo um grupo de amigos, eu acrescento, um grupo de amigos com muita qualidade que merecem ter a ajuda das forças vivas de Oliveira de Azeméis.


"Lendas Sagradas" é o álbum de estreia dos Celtibéria.
De seguida actuam os Aulaga Folk. Esta banda surge em 1999 no coração do Vale de Ambroz-Cáceres, na Extremadura espanhola.


O seu trabalho consiste na compilação e recuperação de temas tradicionais e adaptá-los aos novos tempos.


Surge assim a fusão da música tradicional com todo o tipo de ritmos e melodias, respeitando sempre a origem das mesmas, adaptando-as e dando-lhes um novo realce na grande riqueza das músicas populares e tradicionais.
No Sábado o inicio da animação fica a cargo do “nosso” grupo de gaiteiros do Espinho, seguindo-se a actuação da Velha Gaiteira. Esta nasceu no Paúl com o intuito de divulgar a gaita de fole transmontana e as percussões tradicionais da Beira Baixa. É um projecto de raiz tradicional cujo repertório serve como homenagem a todas as velhas gaiteiras que mantêm viva a musica enquanto veiculo de comunicação e expressão cultural e identitaria. Os seus temas originais partem deste universo rural e pastoril para um novo caminho desbravado todos os dias ao som da gaita, da caixa, do bombo, dos adufes, criando um novo estilo já denominado por Trance Rural Organico...


O Sábado termina em beleza com uma banda oriunda de Miranda do Douro, os Pica Tumilho, cujas letras são cantadas em mirandês e onde são empregues expressões fruto das lidas agrícolas, como "bigorna "e "ambude".
Ensaiam no estábulo e têm como grande dinâmica inspiradora a lavoura.
"Para definir o espírito que esta na base da formação da banda, pode dizer-se que os Picä Tumilho “são um grupo que está para as sacholas e as forquilhas, como um grupo de rock industrial está para a utilização de sons de rebarbadeiras, berbequins ou outro tipo de máquinas”, como diz Emílio, o vocalista e líder do grupo.”


O Festival termina no Domingo com a realização do festival de concertinas.»


Fonte:
http://www.aqui-mirandadocorvo.com



O prometido é devido. A entrada é grátis. O festival desenrola-se desde 12 a 14 de Junho de 2009. Para ampliar, clique sobre a imagem se faz favor.
A organização está a cargo da Junta de Freguesia de Vila Nova, a eles, o meu muito obrigado por me terem feito chegar a publicidade à festa.

2 comentários:

Anónimo disse...

boa noite
dera-me uma informação de que a dupla quim roscas e zeca estacionancio iria estar este mês,junho, em miranda do corvo, sendoa ssim venho por este meio perguntar se é verdade ou se foi um erro por parte de quem me deu a informaçao.
aguardo uma resposta para : tnocas10@sapo.pt

cumprimentos

Mário Nunes disse...

Que eu saiba creio que vão estar no dia 22 de Junho de 2009, no S. João na Lousã.
Porque não consulta a agenda da CMMC, lá encontrará as informações sobre os eventos culturais que se vão desenrolar no concelho.
Mas ultimamente tem surgido eventos culturais que não estão previstos na referida agenda.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...