quinta-feira, fevereiro 23, 2012

Triste Entrudo em Miranda do Corvo



O Carnaval parecia muito prometer em Miranda do Corvo, no entanto foi um verdadeiro flop.
O desfile de Domingo não parecia ser realidade, apenas três carros. Pelas minhas contas participaram a Rádio Dueça, como sempre, num carro fazendo alusão à falta de dinheiro, os Bombeiros, sempre animados e a Associação…
Uma verdadeira pobreza franciscana…
O tempo estava bom e solarengo, a tarde quente, do Metro nem sinal, quanto aos Cavacos e aos Senhores dos Passos… ficaram as promessas no ar… Apesar do povo ter vindo para a rua, foi a desilusão total.
Uma verdadeira pobreza, não há quem nos anime, que tristeza, que desilusão, este Carnaval já foi uma animação – Parecia dizer o pagode.
Na 3ª feira de Carnaval, Miranda do Corvo foi uma terra produtiva, sempre em progresso (mais e melhor) e não houve desfile carnavalesco, apesar dos Bombeiros “picarem” e brincarem, pois foi Carnaval e espero que ninguém tenha levado a mal.
Será que a troika matou o Entrudo?

2 comentários:

Anónimo disse...

Caro Mário,
Apenas venho aqui comentar o teu post porque fico muito triste com a tua maneira de escrever. e´ muito fácil, estar sentado no cadeirão e escrever despropósitos sobre o trabalho dos outros. Alias coisa que muito bem fazes a anos a esta parte.
Não pretendo de forma nenhuma vir aqui dizer que o carnaval de Miranda foi excelente, estaria a ser incorreto, mas a julgar pelo teu texto parece que andaram aqui “meia dúzia de gatos-pingados”, quando não foi nada disso. Participaram neste Carnaval o Preirense, com mais de 30 figurantes, o Baco Boy de Lamas, com mais de 20, a ADFP, com mais de 20, a Rádio Dueça, apenas com o carro, a Associação da Juventude do Espinho, com cerca de 10 figurantes, e os Bombeiros, com mais de 40.
Alem destes, ainda se juntaram vários grupos de populares, dos quais destaco “Os corta-relvas”, sempre acompanhados pelo grupo de bombos de S. Sebastião.
Como facilmente podes verificar são muitos mais do que aqueles que por aqui afirmas, bastaria teres vindo ao trajeto do corso e escusavas de passar por isto.
Por outro lado quero desafiar-te a contribuíres mais para o desenvolvimento da nossa terra, aparece nas coletividades, faz-te sócio, e ajuda com a tua energia e deixa-te de críticas bacocas.
João Paulo Fernandes

Mário Nunes disse...

Amigo João Paulo
Cada um tem direito à sua opinião. Cada um tem a sua maneira muito própria de ver o mundo. E por isso cada um tem o seu espírito critico. O meu anda refinado e apurado. Não me deixo levar por aquilo que os outros pensam.
Por enquanto ainda estamos em liberdade e podemos dizer e escrever o que pensamos. Desde que não maltratemos ninguém como é óbvio.
Este é um espaço muito próprio, um espaço independente.
Que desde há alguns anos teima em se manter no ar ou na rede. Falando de problemas inerentes à nossa terra e não só, como dos concelhos aqui à volta. Não é só um espaço crítico, ao longo destes anos como bem sabes tem passado por aqui muita informação, fotografia e história.
E é claro que não me revejo nas duas correntes dominantes (será que ainda são?) do nosso concelho. Pode ser que a crise afaste as pessoas dos caciques do pensamento e dessas correntes de opinião e os resultados nas urnas sejam outros. Como este é um espaço independente não aceito recados seja de quem for. Nem ando no tradicional beija mão, para contra-gosto dalguns.
Amigo aceito a critica e o reparo, mas parece-me que este ano as coisas não correram muito bem, terá sido da crise? Do desfile de 3ª feira? Porque motivo obedeceu toda a gente cegamente ao chefe coelho?
Fica bem.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...