terça-feira, maio 31, 2011

No jacó do lixo


José Sócrates e Ana Jorge estão onde merecem, bem no fundo do caixote do lixo no meu escritório. Como mirandense não posso esquecer o que fizeram ao Ramal da Lousã e a um comboio centenário. Como português jamais esquecerei para onde a canalhada xuxialista levou o meu país, levando-o à bancarrota e hipotecando o futuro de várias gerações, que serão obrigadas a emigrar à procura de um futuro melhor.

Longe de mim com este gesto de privilegiar este ou aquele, no entanto, PS, PSD e CDS tem muito que explicar, pois não explicaram aos portugueses todos os contornos do acordo que assinaram com a troika (FMI, UE e BCE). Alias quando se fala disso mudam logo o discurso…

Deixei de ir à bola com partidos e da malta que bate palmadas nas costas dos líderes do aparelho ou com os rapazes das bandeiras. Se soubessem o que nos espera daqui por um mês, quando a electricidade, os transportes, o gás, os combustíveis e todos os bens alimentares subirem em flecha…

Será que a maior parte dos portugueses já pensou nisso?

O meu povo quer é festa… e tudo se esquece.

Ridículo os pedidos de quem pede emprego, aos lideres dos grandes partidos, que olhe pelos filhos, eles estão-se nas tintas, porque o que querem é tacho…

Passadas as eleições, temos o FMI cá dentro, então o cinto vai-se apertar até doer, muitos não terão comida para dar aos filhos, outros cairão no desemprego, outros ficarão sem tecto para morar, vai ser o desespero total. Vá lá corram atrás deles com bandeirinhas.

Quanto muito poderei levar um cacete.

Já agora ninguém lhes pede responsabilidades por terem deixado o país neste estado?

Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...