sexta-feira, setembro 08, 2006

«Liberdade»


«Liberdade»

Liberdade é...
Respirar e voar
Sem rumo certo
Em constante movimento
Pausa, falar, gritar
Soltar a voz da alma sem receio
Com a liberdade que nos dá ar
Ser gente que sente
Pássaro que voa
Peixe que nada
Longe do mundo que se ressente
Fechado em armadilha
Precipício e carapaça
Distante da verdade, caído na mentira.
Fulgor que nos trespassa
Livre como o canto
Expressão da pintura
Imaginação dos palcos abertos
Amor da poesia.
Soltar a voz que te corre no sangue
Aquela sem cor
Ou semelhante
Aquela que é tua
E cheira a universo
Constelações
Mundo paralelo
Encanto, pouso, ninho de andorinha
Sem cores e de todas as cores,
sem raças
Na igualdade do sangue
Sem diferenças ou ameaças
Sem rancor ou agonias
Almas iguais que se cruzam entre si
Ondas, sereias e lendas
Revestes da natureza
Solta-se a brisa
Do tamanho da nossa saudade
Tão cheia de ar
Hoje tão cheia de liberdade!

Poema enviado por Joana Sousa Freitas

Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...