domingo, julho 01, 2007

Inauguração da Nova Piscina Municipal de Miranda do Corvo

Foi inaugurada a Piscina Municipal da Quinta da Paiva, com a presença de atletas do Clube Náutico de Miranda o Corvo e seguida de actuação do Rancho Folclórico “Tecedeiras dos Moinhos”.

A cerimónia foi presidida pela Sr.ª Presidente da Câmara, Dra. Fátima Ramos e a bênção da Piscina foi feita pelo Pároco de Miranda do Corvo, padre Armando Duarte.



Na Quinta da Paiva pretende-se criar um Pólo Lúdico para a população de Miranda do corvo, com uma vertente educativa com carácter e abrangência nacional, e com uma forte vertente turística nacional e internacional.

Trata-se de um projecto a desenvolver por duas entidades em parceria, sendo elas a Câmara Municipal e ADFP.

À Câmara Municipal compete, em terrenos cedidos pela ADFP para o efeito, a construção de equipamentos lúdicos para fruição da população local, nomeadamente a piscina, balneários e bar de apoio, campos de futebol e vólei de praia, parque infantil, parque de merendas, uma nora elevatória, um moinho de água e auditório ao ar livre.

Destes equipamentos, foi agora inaugurado a piscina e os balneários. Prevê-se ainda este Verão a abertura do circuito de manutenção, do parque de merendas e parque infantil, e para o próximo Verão a abertura do bar de apoio à piscina.


A ADFP tem já edificado na Quinta da Paiva um centro hípico com alojamento para animais, picadeiro coberto e descoberto de competição, uma Quinta Pedagógica com animais domésticos, uma zona com animais de trabalho de raça autóctone portuguesa e museu de tanoaria que alberga já uma das maiores e melhores colecções portuguesas com objectos relacionados com tanoaria, resultado de uma recolha feita pelo Dr. Leitão Couto que a ofereceu à ADFP para enriquecimento deste projecto.

Neste momento, a ADFP terminou a construção de oficinas de artesanato que se destinam a albergar artesãos a trabalhar ao vivo no artesanato tradicional do concelho e encontra-se a construir um centro de acolhimento e museu da chanfana com uma área de restaurante.

Simultaneamente, a ADFP está a dotar toda a zona da encosta da Quinta da Paiva de vedações para animais, dado pretender aí criar e manter animais de raças “selvagem” da Serra da Lousã, em semi-liberdade, nomeadamente veados, corsos, javalis, ginetes, raposas, lontras, etc.

Estes cercados estão a ser construídos de modo a permitir aos visitantes a deambulação pelo cercado, de forma semelhante à habitualmente praticada nos parques naturais do Norte da Europa.


Próximo do museu de tanoaria encontra-se já instalado um moinho de vento móvel com eixo fixo, em madeira. Este moinho fará parte de uma série de engenhos de engenharia agrícola que a ADFP, irá construir de forma a constituírem um pólo importante de engenharia hidráulica e agrícola.

A curto prazo a ADFP, pretende dar início a um museu etnográfico, para o qual, tem vindo há vários anos, a fazer recolha de património.

Logo que o plano global seja aprovado pela CCDRC, a ADFP pretende dar início à construção de um hotel, respectiva piscina e campos de jogos.

É convicção da Câmara Municipal e da ADFP que o conjunto de equipamentos da Quinta da Paiva é uma mais valia reestruturante para o concelho e um pólo capaz de atrair muitos visitantes, quer jovens estudantes e turistas nacionais e estrangeiros.

1 comentário:

Fernando Marques disse...

Excelente...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...