quinta-feira, novembro 12, 2009

Manifestação marcada em defesa do Ramal da Lousã


O Movimento da Defesa do Ramal da Lousã vai manifestar-se em Coimbra, no dia 16 de Novembro, para exigir o calendário das obras de requalificação daquela linha centenária e garantias de qualidade nos transportes alternativos.

A menos de um mês da data prevista para o arranque das obras de requalificação da via-férrea entre Serpins e Miranda do Corvo, o movimento pretende saber como se vai processar a calendarização das empreitadas” para encontrar soluções para os passageiros.


“Temos muitas dúvidas. Mas o que nos preocupa mais é como a Metro Mondego vai conciliar as várias empreitadas do projecto com o prazo previsto de dois anos para efectuar os trabalhos”, explicou hoje à agência Lusa Isabel Simões, do MDRL.


Considerando que “é impossível concretizar a obra em dois anos”, aquela utente salientou que ainda não foi emitida declaração de impacte ambiental para a construção do parque de manutenção e operações, onde será feita a entrega do material circulante, cujo concurso, aberto recentemente, prevê um prazo de 26 meses para a sua execução.


Em reunião realizada quinta-feira à noite, nos Moinhos, no concelho de Miranda do Corvo, o movimento deliberou realizar uma manifestação dos utentes no apeadeiro de São José, em Coimbra, no dia 16 de Novembro, às 17:00 horas.


“Para além da cronologia das obras, pretendemos saber como é que nos vão garantir qualidade nos transportes alternativos”, sublinhou Isabel Simões, denunciando que algumas paragens de autocarros construídas para o efeito “são insuficientes e perigosas”.


No dia 22 de Novembro, vai realizar-se uma reunião em Miranda do Corvo, para a qual serão convidados os responsáveis da sociedade Metro Mondego.


A Metro Mondego já anunciou que as obras entre Serpins e Miranda do Corvo, irão arrancar a 2 de Dezembro. Um mês depois, dar-se-á início à fase de obras entre Miranda do Corvo e Coimbra Parque, que levará também à interrupção do transporte ferroviário e à sua substituição por autocarros.

Fonte: Esquerda.net
Foto: Mário Nunes

Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...