quinta-feira, novembro 08, 2007

VIII Feira da Árvore de Semide com Balanço Positivo


A VIII Feira da Árvore de Semide, que terminou no passado dia 28, saldou-se por um enorme sucesso, unanimemente reconhecido pela organização e pelos inúmeros visitantes que visitaram o certame.

A produção de viveiros assume grande importância nesta região dado que cerca de 80% da produção nacional de viveiros provêm da freguesia de Semide e região envolvente, como é o caso de Ceira e Lousã. Nos últimos 5 anos, foram produzidas e comercializadas mais de 12 milhões de árvores nesta zona.

A aposta de realizar a feira nas instalações da escola Ferrer Correia foi uma aposta que se revelou acertada tendo a qualidade melhorado muito em relação a anos anteriores.

A organização conjunta da Câmara Municipal de Miranda do Corvo, Junta de Freguesia de Semide, Junta de Freguesia de Ceira e Associação de Viveiristas do Distrito de Coimbra com o apoio do Agrupamento de Escolas Ferrer Correia, Região de Turismo do Centro e Dueceira tem muitas razões de satisfação. Por um lado a forma como decorreu o evento, sem falhas organizativas, por outro a quantidade de visitantes que o certame atraiu.

Durante os três em que decorreu, visitaram o recinto da feira um número elevado de pessoas, desde a região do Oeste, passando pelo Minho e de toda a Beira Litoral.

A feira contou com 36 viveiristas que puderam desta forma dar a conhecer o seu trabalho, contando também com a participação de vários expositores de outras actividades relacionadas com esta actividade, nomeadamente, máquinas agrícolas, sistemas de rega, etc.

Para além da divulgação da actividade e produtos viveiristas, a feira serviu também como ponto de encontro entre profissionais que desta forma puderam trocar experiências através da realização de jornadas técnicas que abordaram o tema “Exigências de qualidade são a base de produção”.

De salientar também a visita ao campo de multiplicação de plantas mãe de citrinos certificados da Associação de Viveiristas do Distrito de Coimbra.

Paralelamente decorreu o programa de animação cultural que contou com vários motivos de interesse, atraindo ainda mais visitantes à feira.

Também a TSF esteve no recinto da feira da árvore de onde emitiu o programa “terra a terra” contribuindo também para a divulgação do certame, da freguesia de Semide e do concelho de Miranda do Corvo.

Também a gastronomia teve lugar de destaque na Feira da Árvore. Estando a origem da chanfana ligada à freguesia de Semide, a organização promoveu a realização da 1.ª prova gastronómica de chanfana, que decorreu durante toda a feira.

Face ao sucesso alcançado, fica a certeza de novas edições, sendo certo que a feira deste ano estará na memória de todos como ponto de partida para muitos sucessos.

Fonte: CMMC

1 comentário:

VIVEIROS-BATISTA disse...

gostaria de saber o que e necessario fazer para estar presente nessa feira

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...