quarta-feira, junho 11, 2008

"O país pára se o bloqueio se mantiver"


Alerta dos revendedores de combustíveis

"Governo de José Sócrates nas cordas”

Os combustíveis acabaram em muitos postos de abastecimento de Portimão, Lagos, Carnaxide, Amadora e Coimbra, segundo a Associação de Revendedores de Combustíveis (ANAREC), que diz que o país pára caso a paralisação dos camionistas continue por mais um ou dois dias.


Em Portimão, "há longas horas que Galp, BP, Repsol e Total, já não tinham os principais produtos", e o posto do Modelo "encerrou", disse à agência Lusa o presidente da ANAREC, Augusto Cymbron.



Ainda no Algarve, as bombas da Galp estão sem combustíveis desde segunda-feira e a Total esgotou hoje o produtos principais.



Situação idêntica na Amadora, onde os postos existentes, das três primeiras marcas, "esgotaram hoje gasóleo e gasolinas", relatou Augusto Cymbron.



Estes dados são das 18h00, os últimos de que a associação dispunha cerca das 22h00, ou seja, "agora deve haver já muitos mais postos de abastecimento fechados".



"Coimbra estava já muito mal ao final da tarde e em São Domingos de Rana (Sintra) o único posto existente fechou", adiantou o presidente da ANAREC.



"O país pára se o bloqueio se mantiver durante um ou dois dias", afirma, "até porque mesmo depois de os camiões-cisterna (de abastecimento) começarem a circular, não é num dia que se normaliza a situação".



Existem em Portugal entre 2.200 a 2.300 postos de abastecimento de combustível, que são reabastecidos por camiões-cisterna a partir dos locais de armazenamento, mas "de Aveiras, Setúbal e Sines, não está a sair nem um", alerta o presidente da ANAREC.



Este representante do sector apelou ao Governo para que "pense na situação em que o país cairá, caso o bloqueio se prolongue" e defende que a solução passa "pela descida do imposto sobre os combustíveis (ISP)".



"Isto não significa sequer menos receita para o Estado porque se recuperavam grandes clientes que neste momento abastecem em Espanha", defende o presidente da ANAREC.

In SIC Online


Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...