quinta-feira, junho 05, 2008

Interrogações?

Com tanta obra e tantas alterações ao trajecto da linha do Metro chegará o dinheiro, para as concluir?

Será que estas obras não ficarão só por Coimbra?

Depois das obras começarem e se ficarem por concluir, que explicações vão dar aos munícipes e aos utentes do comboio?

E se a crise petrolífera se agudizar?

Como se processará a Ligação à Rede Ferroviária Nacional?

E o transporte de Mercadorias?

Passará o Mercadorias pela Rua Direita, a caminho dos HUC ou defronte do Dolce Vida?

Quem tem responsabilidades no assunto já experimentou efectuar a viagem de autocarro entre Serpins e Coimbra em hora de ponta?

E se toda a gente se lembrar de levar o automóvel para Coimbra 2 horas chegarão para entrar na cidade?…

Tolerarão os patrões atrasos?

Ou será a debandada para Coimbra?

Ficando a Lousã e Miranda do Corvo esquecidas no limbo do Terreiro do Paço…

Texto – Mário Nunes

2 comentários:

Anónimo disse...

Quem tem responsabilidades no assunto não anda de comboio, anda num bom automóvel e vive numa boa casa e está-se nas tintas para os utentes do Ramal.
Paula Neves

Anónimo disse...

Será que a Paula se refere a alguém conhecido?
Rosa

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...