domingo, setembro 07, 2008

Novos Investimentos marcam dia histórico para o Espinhal


«Aproveitando a realização da XIX Feira do Mel e do Espinhal e a inauguração do novo parque de lazer da Quinta da Cerca, a Câmara Municipal de Penela e a Junta de Freguesia do Espinhal apresentaram ontem dois projectos estruturantes que envolvem o investimento privado de cerca de seis milhões de euros.


Trata-se, nomeadamente, da projectada Urbanização do Espinhal - um projecto do grupo FDO, que compreende a construção de cerca de quatro dezenas de habitações, cerca de metade em regime de custos controlados – e a Unidade de Turismo de Saúde, que a Associação Portuguesa de Saúde Preventiva irá criar, depois de restaurar e recuperar as denominadas Obras do Dr. Bacalhau, em cenário idílico da Serra do Espinhal.


Enquanto que o autarca do Espinhal, Jorge Pereira, considerava tratar-se de um dia «histórico» para a freguesia, o edil Paulo Júlio lembrava o trabalho que foi necessário realizar até chegar a este ponto.


«Os dias só são especiais quando, atrás, houve alguém que traça o caminho e a estratégia», esclareceu, frisando também que os projectos privados apresentados «são de pessoas que nada têm a ver com o Espinhal e Penela e viram aqui potencialidades».
Embalado pelo momento, o autarca anunciou ainda que, «nos próximos dois meses vamos apresentar um projecto de 8,5 milhões de euros», também privado, que consiste na recuperação da aldeia do Estio, abandonada há anos, para aproveitamento turístico.


Paulo Júlio recordou que, quando chegou ao actual cargo, «era um concelho que acreditava muito pouco nele próprio», sublinhando que ao conseguir atrair investidores «provavelmente temos sorte, mas eu também costumo dizer que, quando mais trabalho, mais sorte tenho».


Isto para justificar que, na base do sucesso alcançado, esteve o pano estratégico delineado pela autarquia. «Até costumo dizer a quem comigo colabora, que o trabalho agora é que vai começar», brincou.


Mais a sério lembrou que outros investimentos estão a caminho, exemplificando que já na próxima semana começa uma urbanização com 48 habitações a custos controlados e que se encontra em fase de licenciamento o hotel projectado para a Ponte do Espinhal.


Ciente de que «o investimento privado vai possibilitar mudar a base económica do concelho», Paulo Júlio não esqueceu as obras públicas e anunciou os projectos para a freguesia, tendentes à criação da Casa da Cultura e Museu do Espinhal, assim como a reconversão urbana da praça junto à Casa do Povo, e das principais artérias do centro histórico da vila.


Garantindo que eventos promocionais do concelho vão continuar a realizar-se «enquanto eu for presidente da Câmara», o autarca mostrou-se algo desagradado que, «apesar de todo o nosso trabalho ponderado, ainda tenha de ouvir que só queremos festa e flores».


Na sessão, foram ainda assinados protocolos entre várias entidades tendo em vista estudar um uso mais racional de energia nos edifícios de utilidade pública do concelho.»

Segundo, o Diário de Coimbra, de 7.09.2008


Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...