segunda-feira, maio 21, 2007

Iniciativa pelo Pedal

Iniciativa pelo Pedal* * Bicicletada

Todas as últimas sextas de cada mês pelas 18h

Junte-se a nós neste passeio reivindicativo, divertido e saudável pelas ruas de

COIMBRA *PORTUGAL*PLANETA TERRA

Próxima «Massa Crítica», 25 de Maio de 2007, 18h 00m

Portagem (junto à estátua do Mata Frades)


Massa Crítica é um evento que ocorre tradicionalmente na última sexta-feira do mês em muitas cidades pelo mundo, onde ciclistas, skatistas, patinadores e outras pessoas com veículos movidos à propulsão humana, ocupam seu espaço nas ruas. A Massa Crítica é simplesmente um grupo, e como tal não tem outro objectivo além de se encontrar mensalmente para aproveitar o prazer e segurança de andar pela cidade divulgando e promovendo o uso da bicicleta no mesmo. A frase \"Nós não estamos a bloquear o tráfego; nós somos o tráfego!\" expressa bem a filosofia deste movimento.


«Nos últimos vinte anos a taxa de motorização em Portugal disparou ao ritmo alucinante e continuado de 6% ao ano. A este aumento correspondeu a explosão da mobilidade. Se tivermos um padrão próximo da média europeia, as viagens com menos de 8 quilómetros poderão constituir cerca de 70% do total das viagens realizadas

Sabemos também que o sector dos transportes é a segunda maior fonte de Gases de Efeitos de Estufa (GEE) em Portugal, sendo 80% das emissões do sector imputáveis ao modo rodoviário. Se nada se fizer para contrariar a tendência actual, Portugal ultrapassará a meta definida pelo Protocolo de Quioto em mais de 15% no ano 2010.

(…) No entanto, encorajar hoje a bicicleta, é obrigatoriamente falar do território em que ela se deve movimentar: requalificado, ordenado, calmo, acessível aos peões e também aos ciclistas. É necessariamente conceber ou redesenhar ruas como espaços onde convivemos e não simplesmente como corredores para circular. Tal implica vontade, meios financeiros, tenacidade e sobretudo um projecto de território, para que se possa conter e ordenar a urbanização difusa e de baixa-densidade, reabilitar os centros históricos, restaurar os espaços públicos, restabelecer corredores correntemente retalhados por auto-estradas, viadutos, avenidas de tráfego intenso, estacionamento desordenado. Sob pena de fracassarem, politicas de incentivo à utilização da bicicleta não podem surgir isoladamente, nem basear-se no traçado de uma rede municipal de ciclovias. Devem sim fazer parte de um pacote integrado de medidas que promovam o ordenamento do território, a requalificação urbana e a mobilidade sustentável.»

Excerto de texto da autoria de Mário J. Alves

Texto na íntegra em:

http://mail.google.com/mail/?

realattid=f_f1zeydmr&attid=0.3&disp=vah&view=att&th=112b071d89b08065

Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...