domingo, dezembro 05, 2010

Vivó porco

Miranda do Corvo é conhecida pelo título de “Capital da Chanfana” graças ao esforço da autarquia na defesa e promoção da gastronomia à base da carne de cabra.

Através da realização de várias iniciativas de divulgação gastronómica muitas pessoas têm visitado Miranda do Corvo e os seus restaurantes.

No entanto, a gastronomia de Miranda do Corvo não se esgota nos pratos à base de carne de cabra, sendo também muito expressivos os pratos à base de carne de porco, como por exemplo o sarrabulho, o bucho, os enchidos e o leitão, entre outros.

A comprovar esta importância foi criada em Miranda a Real Confraria da Matança do Porco. Esta confraria surgiu no contexto da política de preservação dos usos e costumes e tradições que se têm vindo a perder e que constituem a identidade de uma região e da sua população. Importa salvaguardar o património cultural da região, na medida em que a carne de porco, desde sempre, teve um peso muito importante na alimentação da população, e a matança, o desmanche, a preparação da carne, tem contornos particulares que se revelam autênticos rituais culturais de sociabilização.

Dentro da lógica de defesa da gastronomia tradicional, a Câmara Municipal vai dar continuidade à iniciativa “VIVÓ PORCO”, iniciada em 2007. Durante todo o próximo fim-de-semana e aproveitando o feriado da restauração da independência, de 1 a 5 de Dezembro, 21 restaurantes do concelho terão as suas portas abertas para receber os visitantes que pretendam deliciar-se com os sabores da gastronomia à base da carne de porco.

Os restaurantes aderentes são a Parreirinha, Araújo, O Brasileiro, Churrasqueira Cheiro Guloso, Churrasqueira Faju, Churrasqueira Paraíso do Frango, Colher de Pau, Fika Keto, Museu da Chanfana, O Careca, O Espanhol, O Ferrador, O Grelhador, O Pedroso, Paris, Pátio do Xisto, Porco Bravo, São Miguel, Teia, Telheiro Rest e Zé Padeiro.

Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...