quarta-feira, abril 04, 2012

Depois das Janeiras, a conversa segue dentro de momentos...

A imagem original é do meu amigo João Pestana, do Blogue We Have Kaos in the Garden - Conseguirá desta vez Álvaro Santos Pereira tirar um metro da cartola?

As autarquias de Coimbra, Góis, Lousã e Miranda do Corvo querem ser recebidas pelo ministro da Economia, durante o mês de Abril, para discutir o futuro do projecto do Metro Mondego.
O Movimento Cívico de Coimbra, Góis, Lousã e Miranda do Corvo espera que o Governo defina o “cronograma de investimentos investimentos para a concretização das obras no Ramal da Lousã/ Metro Mondego, garantido a circulação de pessoas, em ferrovia, entre Serpins e Estação Velha em Coimbra”.
Segundo um comunicado, o Movimento Cívico deseja ainda que o Governo apresente “orientações concretas” para a empresa Metro Mondego, que tem agendada nova Assembleia Geral para o dia 3 de Maio.
Em reunião realizada ontem à noite no Centro Social Comunitário de Miranda do Corvo, as autarquias manifestaram alguma apreensão por os empreiteiros “terem quase abandonado as obras sem que se tenha ainda iniciado a colocação de carris, de acordo com as promessas feitas pelo ministro da Economia e pelo secretário de Estado dos Transportes”.
Os participantes na reunião salientaram o compromisso assumido pelo primeiro-ministro Passos Coelho, em Miranda do Corvo, quando garantiu que concretizaria a ligação sobre carris, em transporte público de passageiros entre Serpins e Coimbra.
“A reposição de circulação de pessoas entre Serpins e a Estação Velha, num sistema de transporte público sobre carris, é uma questão de dignidade que a região de Coimbra não pode deixar de exigir ao poder político”, refere o documento.

Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...