quinta-feira, setembro 27, 2007

Festa da Nossa Senhora da Guia


«O dia começava bem cedo para os convivas. A missa, marcada para as 10:00 da manhã na Capela do Chiqueiro, local de culto comum às três aldeias, obrigava a levantar ao raiar do sol para deixar a vida organizada, antes de sair a pé do Talasnal em direcção à aldeia vizinha, a fim de participar nas orações. Do Casal Novo saia outro grupo, também a pé, com o mesmo destino.


Havia sempre quem tivesse feito alguma promessa e, por isso, no fim da missa na Capela do Chiqueiro, o pão benzido era distribuído aos que tinham assistido aos serviços religiosos pelo devoto ou devota que pedia o milagre à santa. Era o designado “bodo”.


A festa começava findada a missa e servida “a refeição ao senhor prior”. A refeição tradicional juntava apenas alguns em torno da chanfana, do bacalhau frito, do vinho tinto morangueiro ou do arroz doce feito apenas com açúcar e água. Os outros, menos abastados, regressavam a casa para comer e seguir com a plácida vida de dia santo, até, já mais para a noite, poderem juntar-se para o arraial que tinha lugar na aldeia do Talasnal.


No Chiqueiro, em certos anos, havia baile durante a tarde. Noutros, os convivas partilhavam apenas a refeição do prior e alguns jogos tradicionais, até chegar a hora de partirem em direcção ao Talasnal.


À tardinha chegava o grupo de Vale Nogueira ao Casal Novo, trazendo os tocadores de concertina. Eram eles que iriam animar o arraial que, todos os anos, se prolongava pela noite dentro na aldeia vizinha. Todos juntos, moradores de Vale Nogueira e do Casal Novo, dirigiam-se, divertidos, para o Talasnal, onde iriam encontrar também os moradores do Chiqueiro.
Chegados os grupos, os habitantes do Talasnal largavam as cartas e o fito para se entreterem a dançar e a cantar “até às tantas”, num baile interrompido apenas pelo leilão, para o qual todos tinham contribuído como podiam, dando cebolas ou alhos, vinho ou azeite, e que serviria para angariar fundos para preservar a Capela do Chiqueiro, um bem comum.»

In Trevim

Mais em:

http://www.trevim.pt/noticia.asp?edcid=272&sccid=112&ntcid=5422

Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...