sábado, setembro 22, 2007

Pedra da Ferida, Espinhal, Penela

A Cascata da Pedra da Ferida localiza-se na Serra do Espinhal, e tem acesso inicial pelo caminho da Ribeira da Azenha. Para visitar este agradável local terá de deixar o carro a algumas centenas de metros e fazer um pequeno percurso pedonal.

Situada na povoação do Espinhal, o leito da ribeira da Azenha proporciona algumas quedas de água, sendo a Pedra da Ferida, a maior, nome pela qual ficou conhecida. Tem cerca de 25 metros. O percurso ao longo da ribeira é muito agradável e em alguns sítios, onde pode mesmo tomar-se banho.

É um dos sítios mais bonitos da Região Centro de Portugal

Por enquanto tem escapado ao Turismo de massas...

Porque é inacessível de automóvel!
E não vem nos roteiros turísticos.

Ouve-se a água a correr...
Límpida e gelada...
Escorre da montanha para o vale.

Num local paradisíaco...

11 comentários:

Anónimo disse...

Boa tarde! Gostei muito deste post até porque andava à procura de alguma informação sobre o Espinhal e não havia modo de encontrar. De qualquer modo fiquei com umas pequenas dúvidas. Para fazer um passeio ao longo da ribeira pode começar-se a partir da Cascata da Pedra Ferida? Há algum trilho?
Se puder e se não for muito incómodo pode responder-me para agnescritic@oniduo.pt
Fico-lhe bastante grata!

Mário Nunes disse...

Creio que a Câmara Municipal de Penela tem a resposta para si, a partir de 22 de Março deste ano, o percurso pedestre estará facilitado através do melhoramento dos caminhos e pontes sobre os ribeiros.
Assim poderá visitar a Pedra da Ferida inacessível de carro, se antes se demorava cerca de 30 minutos a lá chegar devido aos obstáculos no terreno, 15 minutos serão o suficiente para percorrer a distância a pé.
De carro poderá ir do Espinhal, vila do concelho de Penela ao lugar da Ribeira da Azenha e de lá até à Pedra da Ferida,o percurso terá que ser percorrido a pé.
Vale a pena, ir ao encontro da mãe natureza, espero é que as visitas constantes e a presença humana não degradem um dos mais belos recantos da zona centro.

João MC Santos disse...

Estive lá ontem dia 10/08/2008 e fiquei encantado com o lugar. Numa próxima oportunidade voltarei, com mais tempo, para fotografar todos os belos locais que se encontram ao longo da Ribeira.
Parabéns à população de Vila do Espinhal e ao Concelho de Penela, por este belo local.
Esperamos que continue assim meio dificil de encontrar para preservar toda a sua beleza

Anónimo disse...

Ainda lá estive...

Do mais lindo que já vi até hoje neste Portugal, aqui mesmo ao lado de casa.... quem diria...

Aproveito para deixar um apelo... quem lá for, POR FAVOR PROTEJAM A NATUREZA... NÃO ESTRAGUEM O QUE AINDA TEMOS DE MAIS BELO... VÃO COM MÁQUINA FOTOGRÁFICA E QUE TUDO O QUE DE LÁ TIRAREM QUE SEJAM AS FOTOGRAFIAS...

DEIXEM A NATUREZA SOBREVIVER, AJUDEM A QUE TODOS POSSAM UM DIA DISFRUTAR DE UM ESPAÇO NATURAL COMO POUCOS HÁ NO NOSSO PORTUGAL...

Anónimo disse...

É uma pena misturar a beleza do recanto que é a Pedra da Ferida com a inoportuna politica, sem sentido.
Mais não seria de esperar.

Mário Nunes disse...

Não sei o que é o que o/ meu amigo/a quer dizer com isso...
Em vez de vir com comentários bacocos ou inoportunos faça melhor, construa um blogue a sério e mantenha-o de pé a funcionar.
Agora não vejo onde é que anda a política no meio da natureza...

Anónimo disse...

Conheço esta bela vila, e recomendo a visita. Não deixe de ver a cascata da pedra da ferida, o miradouro, de saborear a gastronomia, de dar um belo mergulho na praia fluvial da Louçainha, venham conhecer.

Anónimo disse...

Também conheço e também adoro! Já lá fui duas vezes mas existe uma outra cascata também muito bonita, ainda no distrito de Coimbra mas já longe do espinhal, no concelho de Arganil, a Fraga da Pena, recomendo, é fabuloso!

Rui Morais disse...

Por favor, nao va de carro para a Pedra da Ferida. A melhor maneira é de partir do Espinhal, a pé!!! e seguir a estrada por onde a maioria dos preguicosos portugueses circulam de carro. O caminho vale a pena, se nao passar um carro e encher o ar de poeira. Eu quando era miudo, ia sempre a pé ( felizmente nao havia estrada), a corta-mato, o caminho estava cheio de silvas, mas o meio-ambiente agradecia. Porque é que o portugues tem a mania de andar de carro e destruir assim o ecosistema ja por si fragil, que tem? Por isso agradeco: va a pé ou simplesmente nao va. Sao cerca de 40 minutos. Ainda bem que este lugar ainda nao se encontra na maior parte dos roteiros!!!

brunofsantos disse...

pessoalmente acho este lugar maravilhoso, muito bom. e espero que se mantenha assim por muito tempo, longe dos roteiros, por iriam estragar com o turismo, sao precisos lugares como estes. Acho que o caminho pelo meio do mato e o ideal!

ruimorais2002 disse...

Amigo Mario Nunes, quem foi a pessoa que escreveu comentarios bacocos e inopurtunos, limpou o dito comentario?
Cumprimentos Rui Morais

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...