quinta-feira, setembro 27, 2007

"Sábios mudos…mundos faladores"

O Espaço Museu do Rabaçal-Villa Romana, no concelho de Penela vai receber na próxima sexta-feira, 28 de Setembro uma exposição de escultura e desenho do Artista plástico de Gaia, ÁLVARES DE SOUSA sob o título “SÁBIOS MUDOS…MUNDOS FALADORES”.

Trata-se de um diálogo entre o passado e a contemporaneidade, tendo em conta que as peças do Autor se entrosarão com as milenares apresentadas no Espaço Museu, um ícone, não sou nacional mas também mundial do que é a Arte que remonta a tempos bizantinos. (a Villa Romana representa o mais importante vestígio – em especificidade e em número em todo o planeta. Existem vestígios similares em Espanha e Itália mas Portugal detém a manifestação mais notória)

“…Num pretexto de reunir fragmentos da sua identidade, o Autor estabelece paralelismos diversos com o corpo humano, estímulos díspares que desaguam na cultura dos sentidos, disposição mental que se aproxima do maquinal, do sensual ou do cerebrismo, próprio do nosso tempo.

Trabalhas a parte do instinto, Quim, da natureza animal que nos é subjacente e infringes a derme humana. Desenvolves um discurso com as tuas fontes de inspiração, articulado numa linguagem muito própria, cuja coerência manténs, ainda que deambulando pelos suportes em que transitas – intenção poética de libertar, do seu peso – a escultura.

Este o vínculo entre o signo e a ideia, quer dizer, Sábios mudos…mundos faladores – o ícone e o texto remontam às escrituras ideográficas, cuja representação hoje também constitui, não uma forma elementar e eficaz, mas antes a sua própria representação, como conceito.

…Não é a Arte uma das linguagens de comunicação mais antigas? – Vagueia o pensamento, sintoma das últimas constantes vitais duma sociedade, que se apoltrona, hedionda e auto-satisfeita no horror que a mesma origina e provoca. Neste sentido, nada de especulações vagas sobre o real e o ilusório ou outras veleidades deleitantes. Não esqueçamos que decerto hoje é futuro! Não nos esqueçamos também que ser de hoje ou actual é uma verdadeira redundância – e o pensamento protagonizado pelos humanos propõe uma exaltação ao comportamento, um vasto espaço de interrogação, recorrendo ao sofá, ao equilíbrio instável, às entranhas, estranhas considerações de objectivos, inquietante desde logo, porque “Duas narrativas de uma vida”…”

A inauguração está marcada para as 18h30, com a presença de algumas individualidades, entre elas o Presidente do Município, Eng. Paulo Jorge Simões Júlio, o Director do Museu, Prof. Dr. Miguel Pessoa, o Presidente da Região de Turismo do Centro, Dr. Pedro Machado e espera-se confirmação de representação do Governo Civil de Coimbra.

Este escultor acaba de expor no Museu de Cáceres, exposição esta patrocinada pelo Museu e pela Junta da Extremadura com indelével êxito.

A exposição está patente até 25 de Novembro e pode ser visitada de 3ª a domingo das 11h00-12h30 e das 14h00-18h00.

Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...