quarta-feira, agosto 22, 2007

Gondramaz - As Aldeias do Xisto desafiam-no a conhecer a Fauna na Serra da Lousã


“A Serra da Lousã alberga diversos habitats e comunidades vegetais e animais relevantes em termos de biodiversidade e conservação da Natureza.

Entre múltiplas espécies presentes na Serra e incluídas em Directivas Nacionais e Internacionais, que as protegem integralmente bem como os seus habitats, destacam-se a salamandra lusitânica (Chioglossa lusitanica), o lagarto de água (Lacerta schreiberi), a cegonha preta, o tartaranhão- caçador, o guarda rios, a rã ibérica (Rana iberica) e a lontra (Lutra lutra).”

Reserve a tarde de 25 de Agosto e venha conhecer as maravilhas que a Serra da Lousã tem para lhe oferecer.

No dia 25 de Agosto realiza-se um workshop sobre a Fauna da Serra da Lousã, no auditório da Câmara Municipal de Miranda do Corvo e na Aldeia de Gondramaz. Com ponto de encontro marcado para as 14h00 junto ao edifício da Câmara Municipal, onde se iniciará o workshop sob orientação da Dra. Joana Alves e Dr. António Silva, da Universidade de Aveiro

Após o workshop, por volta das 16h30m os participantes serão transportados, em autocarro da Câmara Municipal, até à Aldeia do Gondramaz.

O passeio principia-se junto à aldeia, seguindo em direcção ao Parque das Merendas e depois ao parque Eólico. Inicia-se depois a descida até à aldeia por um caminho diferente, onde o autocarro esperará os participantes para os levar de volta à vila.

As inscrições estão abertas até ao dia 24 de Agosto no Município de Miranda do Corvo – através do telefone ou e-mail – e têm um preço total por pessoa de 5 euros, tendo incluído o seguro e o transporte. Alerta-se para a distância a percorrer que poderá representar alguma dificuldade.

As Aldeias do Xisto são constituídas por 23 aldeias distribuídas por 13 Municípios do Pinhal Interior, na Região Centro de Portugal num território de enorme beleza e que oferece infinitas possibilidades de lazer.

Ao longo dos últimos anos, os 23 núcleos foram alvo de um programa de requalificação que permitiu às aldeias adquirir potencial humano de desenvolvimento, transformando-se em pólos de atracção turística dinâmicos que permitem a criação de uma nova base económica que passa, nomeadamente, pela recuperação das tradições, pela valorização do património arquitectónico construído, pela dinamização das artes e ofícios tradicionais e pela defesa e preservação da paisagem em que se enquadram. Este importante trabalho nunca perdeu de vista aquilo que era o seu principal objectivo: melhorar a qualidade de vida das populações das aldeias, elevando os seus níveis de auto-estima, qualificando o seu tecido social e agregando-as num processo participativo de desenvolvimento que é, antes de mais, seu.

Aldeias do Xisto. A descoberta começa aqui.

Fonte: C.M. Miranda do Corvo

Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...