sexta-feira, agosto 10, 2007

Serões de Verão no Gondramaz

Realizou se no passado fim de semana a primeira edição dos Serões de Verão no Gondramaz, na Aldeia do Xisto de Gondramaz, Miranda do Corvo. Num espaço privilegiado, sob as copas acolhedoras dos castanheiros, os sons de AP Trio encheram nos os sentidos na noite de sexta feira. O jazz ecoou pelas paredes de xisto e envolveu a serra num manto de magia. Sob um céu estrelado a assistência deleitou se conjugando sons inebriantes e uma paisagem de sonho. A comunicação, a espontaneidade e a vontade de fazer música foram as palavras-chave.

No sábado, dia 4, foi a vez de Teresa Gentil nos apresentar o seu trabalho - Gent’ilesa - concerto com palavras dentro. Acompanhada de um grupo de amigos proporcionou ao público belos momentos de poesia e música. Uma plateia entusiasta acompanhou a viagem musical deixando se envolver pela música de Teresa e pelas palavras de poetas como Natália Correia. A cumplicidade entre os músicos estendeu se à assistência que se retirou no final do espectáculo com a esperança de voltar a assistir a belos espectáculos entre a beleza do xisto e da serra.

Este espectáculo foi o coroar de um dia repleto de actividades, uma vez que decorreu na aldeia o Ciclo Gastronómico e Cultural “Aromas e Sabores das Aldeias do Xisto”, dinamizado pela Sinergiae e Dona Especiaria, no âmbito do Plano de Animação das Aldeias do Xisto. Assim de manhã todos os habitantes da aldeia foram convidados a assistirem à confecção do pão e da tigelada, sendo iniciados na rica gastronomia tradicional. Seguiu se o jogo “À descoberta da Aldeia” que levou os participantes a percorrerem os belos espaços da aldeia e a inteirarem se de alguns dos seus tesouros. A actividade prosseguiu para os inscritos com um almoço, um percurso pedestre e uma visita ao parque eólico de Vila Nova e ao Observatório Astronómico, uma ceia Slow Food e uma observação astronómica na aldeia do Gondramaz.

No domingo, dia 5, os Serões do Gondramaz estenderam se à Praça José Falcão, junto aos Paços do Concelho, e durante a tarde os mais pequenos embarcaram na história de “A Menina Azul”. Esta peça foi apresentada pelas Descalças Cooperativa Cultural e é uma metáfora sobre a história da formação e do povoamento dos Açores. O espectáculo contou com a participação activa das crianças do público que souberam embarcar na história e se revelaram excelentes actores.

O fim-de-semana foi assim repleto de emoções e permitiu a todos a descoberta de uma bela aldeia, de novos talentos, sonoridades e experiências.

Fonte: C.M.M.C

Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...